Mercado abrirá em 8 h 25 min
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,87
    +0,89 (+1,20%)
     
  • OURO

    1.759,50
    +7,80 (+0,45%)
     
  • BTC-USD

    44.049,99
    +2.045,70 (+4,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.098,46
    -4,60 (-0,42%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.259,75
    +67,59 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    30.230,02
    -18,79 (-0,06%)
     
  • NASDAQ

    15.370,75
    +52,00 (+0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2571
    +0,0015 (+0,02%)
     

App Store fatura quase o dobro da Play Store no 1° semestre de 2021

·3 minuto de leitura

A Play Store e a App Store rendem muito dinheiro às suas donas — Google e Apple, respectivamente. Em um novo estudo levantado pela SensorTower, essa afirmação se mostrou verdadeira mais uma vez: na primeira metade de 2021, estima-se que usuários gastaram US$ 23,4 bilhões (aproximadamente R$ 122 bilhões) na loja do Android e US$ 41,5 bilhões (R$ 215 bilhões) na contraparte do iOS.

Só na plataforma da Apple, o crescimento foi de 22,05% quando comparados os valores deste ano com os do mesmo período do ano passado. O Android, apesar de ficar atrás na arrecadação, também segue crescendo e, na análise ano a ano, registra 30% de crescimento.

O Google continua atrás em receita, mas cresce em ritmo acelerado e pode alcançar Apple no futuro (Imagem: Reprodução/Finbold)
O Google continua atrás em receita, mas cresce em ritmo acelerado e pode alcançar Apple no futuro (Imagem: Reprodução/Finbold)

Segundo a Finbold, site especializado no mundo financeiro que adquiriu detalhes da pesquisa, os altíssimos números são efeito do prolongamento da pandemia de COVID-19 e, claro, da maior presença do smartphone no dia a dia das pessoas. Jogos mobile foram os maiores responsáveis pelos ganhos do semestre, posição garantida por ser maioria no catálogo de aplicativos tanto na Play Store quanto na App Store.

A expectativa da Finbold é que os ganhos continuem aumentando. Se somada a evolução de ambas as plataformas, os dados mostram crescimento de 24,8% na comparação ano a ano — no primeiro período de 2019, a App Store fez “apenas” US$ 26,3 bilhões, para efeito de comparação.

“Devido ao surgimento de novas tecnologias, como streaming em nuvem, os aplicativos em setores como jogos provavelmente terão um crescimento ainda maior. Essa capacidade é auxiliada por fatores como a crescente penetração da tecnologia 5G em mercados líderes, como os Estados Unidos”, aponta a Finbold.

O aplicativo mais rentável: TikTok

Conforme mostra a pesquisa, o app que mais lucrou no primeiro semestre foi o TikTok. Acima até mesmo do YouTube, que arrecadou US$ 564,7 milhões (R$ 2,9 bi), a rede social chinesa acumulou US$ 920 milhões (R$ 4,7 bi). Em terceiro lugar está o Tinder, com US$ 520,3 milhões (R$ 2,7 bi), mostrando que procurar um match é um hábito bem recorrente dos usuários — especialmente no iPhone.

TikTok é o aplicativo mais rentável do mercado(Imagem: Reprodução/SensorTower)
TikTok é o aplicativo mais rentável do mercado(Imagem: Reprodução/SensorTower)

Na Play Store, o quadro é bem diferente. O TikTok está em décimo lugar em receita no primeiro semestre do ano. O YouTube nem aparece na lista, mas o Google lidera o pódio com o Google One, um de seus serviços por assinatura.

A Finbold ressalta que os aplicativos de maior receita “são de uso gratuito e dependem principalmente da publicidade como um importante fluxo de receita”. O Tinder e o YouTube também aproveitam do lucro a partir de anúncios, mas oferecem alternativas pagas com vantagens exclusivas para assinantes.

O jogo que mais lucrou: Honor of Kings

Já para o segmento mais popular das lojas, a medalha de ouro ficou para o MOBA Honor of Kings, da Tencent, enquanto em segundo lugar está o PUBG Mobile e, em terceiro, Genshin Impact. Este mesmo cenário se reflete no iOS, indicando que gamers de iPhone têm tendência maior em gastar dinheiro com os jogos.

Roblox também tem forte presença nas lojas de aplicativos (Imagem: Reprodução/SensorTower)
Roblox também tem forte presença nas lojas de aplicativos (Imagem: Reprodução/SensorTower)

Novamente, o cenário é diferente no sistema de robozinho. O Coin Master foi o jogo com maior acúmulo de receita no primeiro semestre de 2021, seguido pelo shooter Garena Free Fire e, por fim, Lineage M. O popular Roblox marca uma forte presença nas lojas, estando no quarto lugar geral e na App Store, mas também na nona colocação da Play Store.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos