Mercado fechado
  • BOVESPA

    123.576,56
    +1.060,82 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.633,91
    +764,43 (+1,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,45
    -0,11 (-0,16%)
     
  • OURO

    1.809,10
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    38.506,34
    -1.002,23 (-2,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    928,35
    -15,09 (-1,60%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.105,72
    +24,00 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    15.035,25
    -11,00 (-0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1744
    +0,0303 (+0,49%)
     

App de investimentos Kinvo lança integração com Mercado Bitcoin

·2 minuto de leitura

Uma parceria do Mercado Bitcoin com o agregador de investimentos Kinvo vai permitir que seus clientes acompanhem a movimentação do Bitcoin (BTC) no aplicativo da fintech.

A novidade foi anunciada na sexta-feira (18) e faz parte do projeto de antecipação do open-banking da empresa brasileira, que opera como consolidadora de investimentos de bancos e corretoras. A integração entre as plataformas deve ocorrer através da conexão de seus APIs, o que deve dar mais praticidade ao usuário.

Para usar os serviços, basta cadastrar o identificador e a chave de acesso. Em seguida, todas as posições serão cadastradas automaticamente na plataforma da Kinvo.

Kinvo

Criado em 2017, o Kinvo se apresenta com a proposta de ser agregar todos os investimentos de seus clientes – provenientes de bancos ou corretoras – em um só lugar. Ele também oferece funcionalidades como projeções futuras da carteira, análises de desempenho e evolução do patrimônio.

A fintech conta com mais de 700.000 usuários ativos e mais de R$ 100 bilhões em investimentos cadastrados.

A parceria com o Mercado Bitcoin ocorre cerca de um mês depois de a empresa ter sido comprada pelo BTG Pactual em maio de 2021. O Kinvo foi vendido por R$ 72 milhões, como parte da estratégia do banco de expandir no setor de varejo de investimentos.

Na época, o sócio responsável pelo BTG Pactual digital, Marcelo Flora, afirmou:

“Com a aquisição do Kinvo, ampliaremos nosso escopo de serviços, entregando mais valor para os clientes. Simplificaremos a jornada do investidor, desde a escolha dos produtos e aplicação de ativos à consolidação e acompanhamento dos investimentos em uma única plataforma. Além disso, vamos permitir que o Kinvo possa acelerar o desenvolvimento de novas funcionalidades e frentes de negócio (…).”

Bitcoin

A integração entre o Kinvo e o Mercado Bitcoin ocorre em um momento no qual o Bitcoin passa por uma das maiores quedas de sua história e que levou consigo várias outras altcoins, como o Ethereum (ETH) e a Cardano (ADA). A criptomoeda atingiu sua máxima histórica de US$ 64.863,10 no dia 14 de abril.

bitcoin
bitcoin

Desde então, seu preço entrou em queda livre, chegando a perder 55% de seu valor total e sendo negociada a menos de US$ 33.000 em pelo menos duas ocasiões – nos dias 23 de maio e 8 de junho. A criptomoeda também tem dificuldades de romper a barreira de US$ 40.000, voltando a cair toda vez que atinge este marco. Os dados são do Coinmarket Cap.

A queda do Bitcoin é atribuída a fatores como a constante perseguição da China ao mercado de criptomoedas e à mudança de posição do CEO da Tesla, Elon Musk, cuja empresa deixou de aceitar o Bitcoin como forma de pagamento. Nem notícias positivas para a criptomoeda, como sua adoção como moeda oficial em El Salvador, foram suficientes para reverter esta queda.

O artigo App de investimentos Kinvo lança integração com Mercado Bitcoin foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos