Mercado fechado

Apostas de traders de títulos mostram Powell ‘atrás da curva’

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- A calma reação do mercado ao anúncio da redução do estímulo do Federal Reserve pode muito bem ser o olho do furacão, pois operadores continuam a apostar que a política monetária é muito complacente diante da ameaça de a inflação sair do controle.

Most Read from Bloomberg

Os mercados de futuros continuam a precificar cerca de 70% de probabilidade de o Fed subir a taxa de juros em junho, número que mostrou pouca variação antes e depois da reunião desta semana. A demanda por hedges contra perdas em eurodólares aumentou - um sinal de que investidores estão ansiosos por proteção contra apostas mais agressivas em aumentos dos juros.

Os títulos do Tesouro dos EUA recuaram, enquanto a curva de juros se inclinou um pouco - revertendo parte da tendência recente de achatamento - depois que o presidente do Fed, Jerome Powell, anunciou o início da redução das compras de títulos na quarta-feira. No entanto, disse que as autoridades podem ser pacientes antes de subir os juros. Mas as apostas sobre o aperto monetário sugerem que traders se recusam a dar a Powell o benefício da dúvida, o que aumenta o risco de que os próximos relatórios de dados econômicos voltem a provocar volatilidade no mercado de títulos.

“A insistência do FOMC de que este ainda é apenas um choque temporário ‘relacionado à pandemia e à reabertura da economia’ parece estar perigosamente atrás da curva”, disse Paul Ashworth, da Capital Economics, em referência às pressões inflacionárias. “Mas pode levar um tempo considerável até que o Fed esteja disposto a admitir que a inflação elevada provavelmente será mais persistente.”

O próximo confronto entre traders impacientes e autoridades que pedem calma ocorre já na sexta-feira, quando saem os dados do mercado de trabalho dos EUA. Na semana que vem, o mercado analisa uma série de dados de inflação e há também a iminente decisão sobre o futuro de Powell como presidente do Fed.

O anúncio da redução gradual do estímulo Fed segue uma semana de fortes oscilações nos mercados de títulos globais que intensificaram a onda vendedora deste ano, a pior desde 2005. A queda dos títulos australianos após a inflação mais forte do que o esperado forçou uma mudança na política monetária e levou investidores a se perguntarem até que ponto podem pressionar bancos centrais.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos