Apostas de alta do euro recuam 21% em uma semana

O valor líquido das apostas na alta do euro recuou 21% em uma semana. Dados da Commodity Futures Trading Commission (CFTC) mostram que, até a última terça-feira (19), os investidores haviam reduzido suas apostas líquidas na alta da moeda única para US$ 3,2 bilhões, ante US$ 4,1 bilhões da semana anterior, até 12 de fevereiro.

O movimento ocorreu após a divulgação de números fracos na zona do euro, que mostram uma frágil recuperação do bloco econômico. Os dados da última semana apontam que a zona do euro se afundou ainda mais na recessão no quarto trimestre de 2012, encolhendo 0,6% durante o período de outubro a dezembro. Esta foi a maior contração da economia da região em quase quatro anos.

A produção industrial da zona do euro, divulgada no dia 13 de fevereiro, também revelou uma contração de 2,4% no quarto trimestre do ano passado, na comparação com o trimestre anterior. O resultado foi o pior em três anos.

Os dados fracos aumentaram as especulações de que o Banco Central Europeu (BCE) pode cortar juros ainda este ano, para estimular a economia. Uma taxa de juros mais baixa tende a prejudicar o euro, já que reduz a atratividade dos ativos denominados na moeda comum.

De 12 para 19 de fevereiro, os investidores elevaram suas apostas de que o iene cairia em relação ao dólar. A posição líquida vendida subiu 7,4% na semana, para US$ 8,8 bilhões.

A economia japonesa encolheu pelo terceiro trimestre consecutivo no período de outubro a dezembro do ano passado, conforme dados divulgados em 14 de fevereiro. O resultado reforçou as expectativas de que o Banco Central do Japão (BoJ) usará medidas agressivas de afrouxamento monetário para impulsionar a economia e tirar o país da espiral deflacionária.

Os números da CFTC mostram ainda que os investidores diminuíram as apostas de que o dólar australiano subirá. As posições líquidas compradas em dólar australiano caíram 18% na semana até 19 de fevereiro, para US$ 4,5 bilhões.

O relatório acompanha os movimentos na Bolsa Mercantil de Chicago. Apesar de representarem uma pequena parcela dos negócios globais com moedas, estas posições são consideradas indicadores de negociação entre os investidores. O relatório semanal da CFTC mostra as posições abertas em contratos futuros nas principais moedas globais em relação ao dólar americano. As informações são da Dow Jones.

Carregando...