Mercado abrirá em 2 h 37 min

Após virar meme, Zuckerberg posta foto com aparência melhorada no metaverso

Nova foto mostra Zuckerberg no metaverso com aparência melhorada (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Nova foto mostra Zuckerberg no metaverso com aparência melhorada

(Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

  • Mark Zuckerberg posta nova foto no metaverso após virar meme com a primeira;

  • Segundo ele, a primeira imagem foi "tirada rapidamente" no Horizon Worlds;

  • O presidente da Meta afirma que os gráficos da rede social em RA são "capazes de muito mais".

O presidente executivo da Meta, Mark Zuckerberg, atualizou sua selfie no metaverso com uma aparência melhorada depois que a primeira imagem divulgada virou meme. Na ocasião, os internautas debocharam da baixa qualidade dos gráficos e da semelhança com plataformas usadas nos anos 2000, como The Sims e Second Life.

Nessa primeira imagem, Zuckerberg comemorava o lançamento da Horizon Worlds - rede social em realidade virtual - na Espanha e na França. Seu avatar aparecia em uma selfie, cuja paisagem de fundo mostrava uma pequena versão da Torre Eiffel de Paris e da Catedral da Sagrada Família de Barcelona.

Além das críticas dos usuários nas redes sociais, especialistas no tema também não se mostraram nada contentes com o resultado entregue pela Meta, que tem investido tanto no metaverso. Em matéria da Forbes, o crítico de jogos Paul Tassi classificou a aparência do Horizon World como a pior já vista por ele.

"O problema é bastante óbvio. Se você é um investidor, e então o chefe da empresa dizendo que o metaverso é o futuro, a Meta tem um grande papel a funcionar nele, e eles continuam procriando coisas que parecem piores do que o que o futuro PlayStation Home em 2008, eu não sei como você [investidor] teria alguma confiança nessa visão, ou nessa pessoa", escreveu Tassi.

Ao receber uma enxurrada de avaliações negativas, Zuckerberg publicou uma nova foto no Instagram e deu algumas explicações. “Sei que a foto que postei no início desta semana foi bem básica - foi tirada muito rapidamente para comemorar um lançamento. Os gráficos no Horizon são capazes de muito mais - mesmo em fones de ouvido - e o Horizon está melhorando muito rapidamente”, disse.

A Meta é uma das empresas que tem apostado várias fichas no metaverso. Além de trocar seu nome – cujo anterior era Facebook, igual ao da rede social que controla – a companhia gastou mais de US$ 10 bilhões (R$ 51 bi) em realidade virtual no ano passado, segundo estimativas.