Mercado fechará em 2 h 9 min

Após um semana foragido, homem que espancou mulher a socos na Bahia se apresenta à polícia

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
A Polícia Civil de Ilhéus está procurando um homem identificado como Carlos Samuel Freitas Costa Filho (Foto: Reprodução)
A Polícia Civil de Ilhéus estava procurando o homem identificado como Carlos Samuel Freitas Costa Filho (Foto: Reprodução)

Carlos Samuel Freitas Costa Filho, de 33 anos, que foi filmado espancando uma mulher a socos em Ilhéus, na Bahia, se apresentou, na quarta-feira (21), à 7ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Polícia do Interior), localizada na mesma cidade. O homem era considerado foragido desde a última quinta-feira (15).

De acordo com a Policia Civil, o homem se apresentou acompanhado por dois advogados, passou por exames de lesões e foi encaminhado para o sistema prisional. O Ministério Público já havia pedido sua prisão à Justiça desde o dia 15.

As investigações apontam que as agressões cometidas por Carlos Samuel ocorreram em junho deste ano, mas só se tornaram públicas na semana passada, quando um vídeo que circulou pelas redes sociais mostrou ele dando uma sequência se socos na vítima.

O coordenador da 7ª Coorpin, delegado Evy Paternostro, relatou que o inquérito policial sobre o caso está em fase de conclusão.

O advogado Caíque Mota, um dos representantes de Carlos Samuel, disse ao UOL que o homem demorou para se entregar porque estaria recebendo ameaças de morte desde a repercussão do caso. O advogado ainda defendeu que “o Brasil só ouviu um lado da história”.

Não é a primeira vez que Carlos Samuel está envolvido em violência doméstica. De acordo com a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), o homem coleciona 11 registros na polícia por violência doméstica contra ex-namoradas e mulheres da família dele.

Para se ter ideia, segundo a Polícia Civil, ele chegou a ser preso em flagrante por agredir a mãe, mas logo acabou em liberdade. Além disso, Carlos Samuel já foi denunciado à Justiça por crimes de violência doméstica, ameaça e cárcere privado contra uma ex-namorada. Ele foi condenado a um ano e quatro meses de prisão. Depois de recorrer da decisão em primeira instância, a Justiça manteve o crime de cárcere privado.

Relembre o caso

O crime aconteceu no bairro Nelson Costa, zona sul de Ilhéus, e um vídeo que mostra as agressões circulou nas redes sociais, na quarta-feira (14).

As imagens foram gravadas por um morador e mostram o agressor e a vítima na frente de uma casa. A mulher, que está encostada num carro com o homem na frente dela, pede diversas vezes para que ele deixe o local.

“Me solte e vá embora. Você acha que porque você é amigo de polícia. Eu vou dar queixa de você aqui, minha boca está do jeito que está”, disse a mulher.

No vídeo, é possível ver o agressor pedindo para o autor do vídeo descer. A mulher, porém, diz para que o morador não faça isso. Logo depois, o agressor dá socos na mulher.