Mercado fechará em 1 h 22 min

Após reforços, Corinthians encosta na folha salarial do Palmeiras

Jorge Nicola
·2 minuto de leitura
Luan está entre os cinco atletas com maior salário no Corinthians (Rodrigo Coca/Corinthians)
Luan está entre os cinco atletas com maior salário no Corinthians (Rodrigo Coca/Corinthians)

Um dos piores custos-benefícios do país. Assim é possível resumir o Corinthians, 11º colocado no Campeonato Brasileiro e dono da terceira maior folha salarial entre os clubes de futebol do país - o Timão está cada vez mais próximo do Palmeiras, segundo no ranking daqueles que gastam mais.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

O Blog apurou que o Corinthians desembolsa cerca de R$ 14 milhões por mês entre salários, direitos de imagem e luvas com elenco e comissão técnica. Tal valor já inclui os vencimentos de Jemerson, Jonathan Cafu, Fábio Santos, Cazares e Otero, últimos reforços alvinegros.

Leia também:

Somente Flamengo e Palmeiras têm folhas maiores. O elenco do Fla custa cerca de R$ 22 milhões mensais, enquanto o Verdão, que chegou a ter uma folha de R$ 18 milhões/mês, hoje banca aproximadamente R$ 14,5 milhões.

A queda nas cifras alviverdes está associada às saídas de Dudu (R$ 2,1 milhões por mês), Bruno Henrique (R$ 1 milhão), Vitor Hugo (R$ 500 mil) e Diogo Barbosa (R$ 300 mil). É bem verdade que chegaram recentemente os zagueiros Kuscevic e Alan.

A alta folha salarial do Corinthians tem bastante a ver com os principais jogadores do elenco. Cássio, Fagner, Gil, Boselli e Luan ganham aproximadamente R$ 800 mil por mês, cada. No Atlético-MG, cuja folha é de R$ 11 milhões, somente o chileno Vargas ganha neste patamar.

O caso do Galo é curioso. Além de gastar menos do que o Timão, o Atlético-MG ainda contou com uma “ajuda” do rival paulista para baratear seus custos com a liberação de Fábio Santos, Otero e Casares, numa redução de aproximadamente R$ 1,2 milhão por mês.

Outros clubes brasileiros que figuram entre os primeiros no ranking de gastos são Grêmio, com R$ 11 milhões mensais, e o São Paulo, com R$ 10 milhões.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos