Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.247,15
    -2.542,18 (-2,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.394,03
    -1.070,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,21
    +0,62 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.814,20
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    28.711,02
    -1.455,13 (-4,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    638,10
    -32,58 (-4,86%)
     
  • S&P500

    3.923,68
    -165,17 (-4,04%)
     
  • DOW JONES

    31.490,07
    -1.164,52 (-3,57%)
     
  • FTSE

    7.438,09
    -80,26 (-1,07%)
     
  • HANG SENG

    20.015,99
    -628,29 (-3,04%)
     
  • NIKKEI

    26.208,28
    -702,92 (-2,61%)
     
  • NASDAQ

    11.847,50
    -88,00 (-0,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2307
    +0,0124 (+0,24%)
     

Após demitir 900 funcionários via Zoom, CEO tira “folga imediata”

·2 min de leitura
  • Vishal Garg, CEO da Better.com, está "tirando uma folga com efeito imediato"

  • Empresário foi alvo de duras críticas após demitir mais de 900 funcionários via Zoom

  • Quem ficará em seu lugar durante o período é o CFO Kevin Ryan

Um memorando interno da empresa Better.com informou que o CEO da empresa, Vishal Garg, está "tirando uma folga com efeito imediato". O empresário foi duramente criticado, nos últimos dias, após demitir mais de 900 funcionários pelo Zoom.

Leia também:

A Better.com classificou o ocorrido como “lamentável” e disse que contratará uma empresa independente para "fazer uma avaliação cultural e de liderança".

Na ausência de Garg, quem fica responsável por tomar as decisões do dia a dia será o CFO Kevin Ryan. "Temos muito trabalho a fazer e esperamos que todos possam se concentrar em nossos clientes e apoiar uns aos outros para continuar a construir uma grande empresa e uma empresa da qual todos possamos nos orgulhar", diz o memorando. As informações são da Exame.

Demissão em massa

No dia 1º de dezembro, 900 funcionários foram convidados a participar de uma reunião do Zoom. Durante a conversa com Garg, foram informados, abruptamente, de que estavam sendo desligados da empresa.

"Se você está nesta teleconferência, você faz parte do grupo azarado que está sendo demitido", disse o CEO na reunião, cuja gravação foi vista pela CNN Business. "Seu contrato aqui é rescindido com efeito imediato”. Ele então avisou que os funcionários podiam esperar um e-mail do RH detalhando os benefícios e indenizações.

Mais tarde, Garg se desculpou com a equipe e confessou que havia "errado na execução" das demissões. Em carta publicada no site da empresa, afirmou que a situação era necessária, mas reconheceu que o modo com que informou os funcionários "piorou uma situação difícil".

"Não demonstrei o devido respeito e apreço pelos indivíduos afetados", pontuou. "Lamento profundamente e estou empenhado em aprender com esta situação e fazer mais para ser o líder que vocês esperam que eu seja".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos