Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.877,56
    +830,48 (+1,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Após críticas de Ma, Alibaba perde quase R$ 2 trilhões em um ano

·2 min de leitura
Poucas pessoas poderiam ter previsto a espiral descendente do Alibaba Group Holding, quando o fundador Jack Ma fez uma crítica contundente ao sistema financeiro da China em outubro passado. (REUTERS/Lang Lang)
  • Em outubro de 2020, Jack Ma fez duras críticas aos reguladores fiscais chineses

  • Desde então, sua empresa perdeu mais de R$ 1.9 trilhão

  • Nas últimas semanas, Jack Ma reapareceu em Hong Kong e na Espanha

Poucas pessoas poderiam ter previsto a espiral descendente do Alibaba Group Holding, quando o fundador Jack Ma fez uma crítica contundente ao sistema financeiro da China em outubro passado.

Leia também

No entanto, um ano depois, o titã da tecnologia perdeu colossais US$ 344 bilhões (R$ 1,9 trilhão) em capitalização de mercado - a maior perda de valor para o acionista globalmente, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. Pouco depois do agora infame discurso, Pequim suspendeu a cotação de seu braço de fintech, Ant Group, e desde então fez uma ampla repressão aos setores mais vibrantes do país - fazendo com que as ações chinesas despencassem.

As ações da Alibaba despencaram de uma alta histórica naquele mês para uma baixa recorde três semanas atrás em Hong Kong, quando Pequim intensificou seu escrutínio das práticas da empresa e pediu uma reestruturação de seus negócios de fintech. Apesar de uma recuperação de 30% em 5 de outubro, o estoque ainda está 43% abaixo do pico de outubro de 2020.

Nas últimas semanas, Jack Ma reapareceu em Hong Kong e na Espanha

Jack Ma está de férias em Mallorca, na Espanha. Isso marca a primeira viagem confirmada do magnata para fora da China desde que entrou em conflito com os reguladores financeiros do país no ano passado. Ma fez apenas algumas aparições discretas na China desde que a oferta pública inicial do Ant Group, sua plataforma de finanças online, foi bloqueada pelo presidente Xi Jinping em novembro, logo depois que o magnata criticou publicamente os reguladores financeiros chineses em um discurso.

A viagem de Ma ao exterior foi relatada pela primeira vez pelo South China Morning Post, que é controlado pelo Alibaba. O jornal disse que ele estava em uma “viagem de estudos” pelas regiões agrícolas espanhóis. De acordo com a Reuters, Ma fez uma aparição no começo de mês em Hong Kong.

O Alibaba foi atingido com uma multa recorde de US$ 2,75 bilhões (R$ 15 bilhões) em abril por supostos abusos de monopólio. Enquanto isso, o Ant Group está passando por uma reestruturação ordenada pelo banco central que pode ajudar a reviver seus planos de IPO, mas com uma avaliação abaixo do que quase garantiu em novembro. Caso tivesse acontecido, o IPO planejado de US$ 37 bilhões (R$ 206 bilhões) da Ant teria sido o maior do mundo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos