Mercado abrirá em 8 h 20 min

Record corta papo sobre sexualidade e volta a ser acusada de homofobia

Bárbara Saryne
·2 minutos de leitura
Foto: Reprodução/Record/Instagram/@mirella
Foto: Reprodução/Record/Instagram/@mirella

A Record foi acusada de homofobia após cortar o selinho de Mc Mirella e Stéfani Bays da edição que mostrou a festa de sexta-feira (19) em ‘A Fazenda’. O assunto ganhou as redes sociais e voltou a incomodar os internautas na noite de quarta (23), após um papo sobre bissexualidade ser cortado da transmissão ao vivo do PlayPlus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

Na ocasião, Mirella falava sobre seu primeiro envolvimento com uma mulher. “Quando fiz 16 anos comecei a namorar mulher. Nossa, aí foi o fim”, disse ela, em uma conversa com Victoria Villarim, Luiza Ambiel e Carol Narizinho.

Leia também

A ex-namorada de Eduardo Costa foi quem perguntou se o primeiro relacionamento de Mirella foi com alguém do mesmo sexo, mas a conversa foi cortada na hora da resposta dela. “Tinha uns namorinhos com meninos, mas oficial, o primeiro mesmo, foi com mulher”, contou a funkeira, que provavelmente acrescentou detalhes à história.

No Twitter, fãs de Mirella se incomodaram com o corte e afirmaram que a Record não gosta de exibir conversas sobre o assunto por causa da ligação com a igreja. Stéfani e Mirella são amigas próximas e muitas pessoas acreditam na possibilidade delas ficarem juntas dentro do reality. A cantora, no entanto, sempre que pode se declara para o ex.