Mercado abrirá em 12 mins
  • BOVESPA

    99.621,58
    -969,83 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.061,61
    -373,84 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,09
    -0,69 (-0,63%)
     
  • OURO

    1.808,20
    -9,30 (-0,51%)
     
  • BTC-USD

    19.255,25
    -780,34 (-3,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    411,79
    -27,88 (-6,34%)
     
  • S&P500

    3.818,83
    -2,72 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    31.029,31
    +82,32 (+0,27%)
     
  • FTSE

    7.177,92
    -134,40 (-1,84%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    26.393,04
    -411,56 (-1,54%)
     
  • NASDAQ

    11.561,75
    -129,25 (-1,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4468
    +0,0362 (+0,67%)
     

Aplicativos de entrega de supermercados passam por reestruturação após disparada durante pandemia

Funcionário da Getir, empresa turca de entrega rápida de mercado, faz entrega em Istambul

Por Toby Sterling e Nadine Schimroszik

AMSTERDÃ (Reuters) - O setor de entrega de produtos de supermercados está enfrentando um período doloroso de ajuste, após impulso no auge da pandemia, e investidores dizem que provavelmente apenas um punhado de empresas sobreviverá em cada mercado.

Durante a pandemia, os investidores injetaram bilhões em empresas de "comércio rápido" que comprometeram-se a entregar produtos de supermercados em minutos.

Mas com o relaxamento das restrições sanitárias, aumento crescente dos custos de vida e lucratividade ainda nebulosa, a injeção de capital diminuiu e as empresas passaram da expansão para a redução de gastos.

A Getir, da Turquia, a alemã Gorillas e a britânica Zapp disseram nas últimas semanas que estão cortando funcionários, enquanto a alemã Flink também diminuiu as contratações.

A Jiffy, de Londres, disse no mês passado que estava encerrando as operações de entrega, com a Zapp, que arrecadou 200 milhões de dólares em janeiro, assumindo seus clientes.

Larry Illg, executivo-chefe de negócios online de alimentos da investidora de tecnologia Prosus NV, que tem uma participação de 9,8% na Flink, disse que os abalos acabariam por beneficiar as companhias sobreviventes.

"Estamos vendo lançamentos mais lentos de novas 'dark stores', níveis mais baixos de investimento em marketing e descontos reduzidos da concorrência", disse ele.

Um impulso de grandes e conhecidas empresas de entrega de refeições como Deliveroo, Just Eat Takeaway e Uber Eats no mercado já está acontecendo, à medida que essas empresas fecham negócios de entrega com lojas de conveniência e redes de supermercados.

Alguns estão unindo forças com empresas de entrega existentes. A norte-americana DoorDash fechou na semana passada a aquisição por 3,5 bilhões de dólares da finlandesa Wolt, uma empresa de entrega de refeições e comércio rápido.

A alemã Delivery Hero também acertou a tomada de controle da espanhola Glovo. Ambos têm operações rápidas em mercados.

Outras empresas de entrega se fortaleceram por meio de aquisições dentro do setor, como a Flink, que arrecadou 750 milhões de dólares com uma avaliação de 2,85 bilhões de dólares em dezembro, comprando a francesa Cajoo por uma quantia não revelada no mês passado.

A Flink não comentou, mas dois investidores disseram à Reuters que a empresa não planeja entrar em outros novos mercados.

O presidente-executivo da Gorillas, Kagan Sumer, disse à Reuters que a empresa está priorizando a lucratividade. A Gorillas cortará 300 funcionários do escritório e está "revendo" suas operações na Itália, Espanha, Dinamarca e Bélgica.

A Getir está cortando 14% da equipe, mas disse que não sairá de nenhum dos nove países onde opera. O grupo arrecadou 768 milhões de dólares em uma avaliação de 12 bilhões de dólares em março, com financiadores como Sequoia Capital e Tiger Global.

(Por Toby Sterling)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos