Mercado abrirá em 8 h 27 min
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,88
    +0,60 (+0,54%)
     
  • OURO

    1.853,50
    +11,40 (+0,62%)
     
  • BTC-USD

    30.213,32
    +911,91 (+3,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    675,14
    +1,77 (+0,26%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.327,28
    -389,96 (-1,88%)
     
  • NIKKEI

    26.929,52
    +190,49 (+0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    +138,25 (+1,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1485
    -0,0043 (-0,08%)
     

Aplicativo de namoro dá 6 dicas para você paquerar em segurança

O aplicativo de namoro happn divulgou uma pesquisa feita com os usuários brasileiros sobre questões de segurança. O levantamento mostrou que 69% das pessoas compartilha informações sensíveis com as paqueras, como informações pessoais do local de trabalho, os locais que frequentam, onde estudam e links para as redes sociais.

Outro risco que as pessoas daqui correm é o compartilhamento do número de telefone pessoal: 38% preferem levar as conversas para o WhatsApp logo nos primeiros minutos do papo. Por outro lado, somente 27% preferem continuar a conhecer melhor o parceiro até o primeiro encontro.

O happn trouxe 6 dicas para ficar mais seguro em aplicativos de paquera online (Imagem: Reprodução/happn)
O happn trouxe 6 dicas para ficar mais seguro em aplicativos de paquera online (Imagem: Reprodução/happn)

Um dado curioso da pesquisa é que 20% dos usuários acreditam que a segurança depende da conduta do outro e não da sua, um erro clássico de entendimento. Por outro lado, 17% dos entrevistados sabem que eles são os responsáveis pela própria privacidade e que o comportamento é fundamental. Esse tipo de atitude não é exclusiva do Brasil, pois britânicos e franceses são bem mais "inconsequentes": apenas 7% e 10%, respectivamente, creem que a segurança depende de si.

Para ajudar nisso, o happn enumerou uma lista de atitudes para você ficar mais seguro na paquera online:

6. Não confie no outro

Mais da metade (57%) dos brasileiros do app acreditam que uma semana de contato é suficiente para compartilhar informações confidenciais. Esse excesso de confiança faz com que não haja muita consciência sobre a segurança nas ferramentas de relacionamento.

As mulheres tendem a ser mais desconfiadas e são mais cautelosas no geral. Apenas 14% das participantes da pesquisa dizem se sentirem seguras em apps de namoro, enquanto o percentual sobre para 43% entre homens. A maioria delas (61%) também costumam avisar aos amigos quando vão ao encontro como medida de segurança, mas somente 28% de pessoas do sexo masculino fazem o mesmo.

Lá fora, tanto homens quanto mulheres se sentem mais seguros. Na França, por exemplo, 24% do público feminino diz que se sente seguro, enquanto no Reino Unido, este número sobe para 33%, e na Holanda, para 48%. Entre os homens, as porcentagens são ainda mais elevadas: 44% (França), 67% (Reino Unido) e 61% (Holanda).

A dica do especialista em relacionamentos do happn, Michael Ilas, é levar a situação do ambiente digital para o mundo real. "Normalmente, não compartilhamos nosso endereço ou outros dados pessoais com um estranho com quem iniciamos uma conversa na fila do cinema. Por que faríamos isso em um app? Devemos ter claro que o cuidado que tomamos no mundo real deve ser transferido para o mundo digital", alerta.

5. Marque em locais públicos

Há um consenso interessante entre o público brasileiro: a pesquisa descobriu que a maioria de ambos os sexos prefere fazer seu primeiro encontro em público — 98% das mulheres e 89% dos homens. Essas pessoas se sentem mais seguras dando um Crush (quando os dois perfis dão like um no outro) do que um perfil certificado (75% das mulheres e 72% dos homens).

Adotar essa prática não impede assédios ou outros tipos de situações, mas minimiza a chance. Shoppings centers, praças, bares e restaurantes são destinos ideais para encontrar aquela paquera, porque possibilitam um pedido de ajuda mais fácil caso haja algum problema.

"Uma informação encorajadora que identificamos nesta pesquisa de segurança global é que 65% de nossos usuários masculinos e femininos, em todos os países pesquisados, se sentem mais seguros no happn do que em outros apps de encontros. Isto nos mostra que estamos no caminho certo para promover um ambiente virtual cada vez mais seguro", comemora Illas.

Por outro lado, o especialista admite ainda ser necessário fazer mais, além de encorajar os usuários a repensar a atitude ao paquerar, colocando a segurança pessoal em primeiro lugar.

4. Dê preferência aos perfis certificados

Vários programas de namoro tem selos de certificação com o do happn, que garantem a autenticidade do perfil (Imagem: Reprodução/happn)
Vários programas de namoro tem selos de certificação com o do happn, que garantem a autenticidade do perfil (Imagem: Reprodução/happn)

O selinho azul não está ali por acaso. Ele existe para mostrar que aquela pessoa é real, porque passou por uma verificação antes. A foto, as informações pessoais, tudo isso está mais assegurado para quem é certificado.

O happn recomenda dar Crush nos perfis com este selo, porque a chance de ter problemas é bem menor do que um desconhecido. O programa recomenda que as pessoas também solicitem a certificação para que o outro possa conversar com você sem medo de se deparar com um fake do outro lado.

3. Não tenha pressa para um encontro

Normalmente, conversas pela internet tendem a evoluir muito rápido para um encontro físico, porque as pessoas somente mostram o seu lado bom. Porém, nunca se sabe quem realmente está do outro lado, nem se aquela pessoa é ideal para o seu tipo.

O happn sugere que as pessoas utilizem a seção de mensagens, usem bastante os recursos de paquera digital, façam videochamadas e troquem ideias no chat de áudio por algum tempo. Assim, é possível conferir se a pessoa é a mesma das fotos, conhecer melhor os gostos, saber como é o modo de falar e se portar e, obviamente, ver se rola uma química.

Outra vantagem é que assim evita-se a exposição de dados mais íntimos, como número de telefone, endereço físico ou e-mail. É sempre bom se resguardar de desconhecidos e só levar as coisas para o real quando estiver seguro.

2. Não revele demais sobre você

Manter uma aura de mistério é sempre bom para que o outro possa desbravar algumas coisas desconhecidas sobre você. Se a pessoa revela tudo no ambiente online, sobra pouca coisa para o outro descobrir no cara a cara.

A sugestão do app é tratar o outro como um estranho, como aquela pessoa que liga no seu telefone para pedir seu CPF ou o número do seu cartão de crédito. Não compartilhe nenhuma informação pessoal ou sensível até conhecê-lo melhor.

Dá para conversar por horas a fio apenas sobre hobbies, filmes e séries favoritos, estilo musical, esportes e outros temas que não sejam relacionados ao trabalho. O local de trabalho, o endereço residencial e a faculdade onde estuda pode ficar para depois que rolar a química presencial.

1. Ouça seu instinto

Se você não se sentir confortável em um encontro, apenas vá embora. Ninguém é obrigado a fazer absolutamente nada que não queira, mesmo que o outro lado seja "supostamente" encantador.

Segundo o happn, a melhor ferramenta de é o seu instinto: se ele diz que algo está errado, escute-o e dê o fora dali. A forma de sair vai depender de como as coisas rolaram: pode ser uma explicação calma de que não bateu aquela química ou apenas um "tchau" antes que a coisa saia do controle.

O happn é um aplicativo de encontros para Android e iOS que ajuda solteiros a conhecer pessoas interessantes. O app tem mais de 120 milhões de usuários registrados em todo o mundo, sendo 19 milhões apenas no Brasil. A plataforma é muito preocupada com a segurança do usuário e sempre traz alguma novidade para tentar proteger as pessoas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos