Mercado fechará em 2 h 55 min
  • BOVESPA

    122.469,94
    -45,80 (-0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.163,42
    +293,94 (+0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,60
    -0,66 (-0,93%)
     
  • OURO

    1.813,40
    -8,80 (-0,48%)
     
  • BTC-USD

    38.503,52
    -1.327,00 (-3,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    938,62
    -4,82 (-0,51%)
     
  • S&P500

    4.412,77
    +25,61 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    35.018,09
    +179,93 (+0,52%)
     
  • FTSE

    7.105,72
    +24,00 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    15.003,75
    +51,00 (+0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2032
    +0,0591 (+0,96%)
     

Aplicativo ajuda empreendedores a vender para vizinhos

·3 minuto de leitura

RIO — Para o empreendedor Lauro Souza, a ideia de criar um aplicativo para conectar vendedores e clientes de um mesmo bairro veio quando ele estava na Praia do Leblon:

— Estava em busca de um picolé que sempre comprava para a minha filha. Embora existam diversas opções de compra da economia informal na orla, eu queria prestigiar o vendedor que sempre me atendia.

Foi na pandemia que a antiga ideia se concretizou, com o lançamento do aplicativo Taali, que, desde abril, conecta cerca de 260 empreendedores cadastrados a clientes, movimentando a economia local.

O aplicativo é gratuito e reúne informações de empreendedores e estabelecimentos comerciais de diversos produtos, de utilidades domésticas a alimentos. Por meio de um mapa interativo, é possível descobrir todos os negócios ao redor. Há também um espaço de pesquisa. A partir de poucos cliques, o usuário recebe em casa o que precisa.

Foco inicial é nos bairros do Leblon e de Ipanema

Na plataforma Taali, os consumidores encontram de salgadinhos árabes a produtos de armarinho, segundo Lauro Souza, que está à frente da iniciativa. Ele explica que, atualmente, o aplicativo está mais focado nos comerciantes do Leblon e de Ipanema.

—São fechadas cerca de cem compras por semana. A ideia agora é expandir a plataforma para outras regiões — explica o empreendedor. — O Taali é um marketplace desenvolvido para empreendedores individuais e seus clientes e permite que o usuário encontre produtos disponíveis ao seu redor e peça diretamente do seu smartphone. Foi criado para valorizar o trabalho de pequenos empreendedores e colaborar para a geração de uma comunidade mais unida — afirma Souza.

Dona de um armarinho na Avenida Ataulfo de Paiva, no Leblon, desde 1989, Marconeides Maria de Oliveira conta que conheceu o aplicativo por meio de um cliente:

— Contei com a ajuda dele para me cadastrar, o que demonstrou um carinho muito especial. Descobri, dessa forma, uma grande ajuda para uma pequena empreendedora como eu, que agora tem a chance de divulgar o produto e contar com um sistema de entregas.

Helen Martins, que vende quentinhas no Leblon, também está confiante no aumento de suas vendas.

—A visibilidade que a plataforma oferece é uma grande oportunidade de aumentar nossa clientela e ter nosso trabalho reconhecido — afirma.

Outro exemplo é Marco Antônio da Silva, que vende frutas na Rua General Urquiza, no Leblon. A maioria da sua clientela é formada por senhoras que moram perto, ele conta:

—Com o isolamento social, minha clientela quase zerou. Cadastrei meu negócio no aplicativo na esperança de ter uma melhora na quantidade de pedidos, e começaram a chegar alguns pedidos por meio do Taali .

Para ajudar na divulgação do aplicativo, uma bicicleta personalizada tem circulado pelas ruas do Leblon. Ela também é utilizada nas entregas feitas aos clientes.

—Queremos estimular as vendas daquela figura querida do bairro, ampliar as relações de afeto e mostrar ao consumidor que ele tem tudo que precisa a poucos passos, tá tudo ali, Taali! — brinca o idealizador da ferramenta.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos