Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,57
    +0,25 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.741,90
    -2,90 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    59.935,06
    +179,52 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.279,17
    +51,63 (+4,21%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.756,86
    -11,20 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.793,00
    -36,50 (-0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7627
    -0,0015 (-0,02%)
     

Apesar da pandemia, Vasco mantém otimismo na busca por recursos para reformar São Januário

Bruno Marinho
·2 minuto de leitura

A carta de intenções assinada por Vasco e WTorre referente à reforma de São Januário expirou no último dia 22, segundo Jorge Salgado. A diretoria mantém conversas regulares com a empresa, responsável pela construção do Allianz Parque, do Palmeiras, e pediu a prorrogação do acordo assinado em agosto para poder analisar os termos com mais calma. O clube também ganha tempo para a etapa que promete ser a mais difícil: a de captação de recursos para obra.

Mesmo com o aumento significativo dos casos da Covid-19 no país, que afetam diretamente a economia do Brasil, Jorge Salgado mantém o otimismo quanto à capacidade de atrair investidores por meio de um fundo imobiliário.

— A pandemia pode atrapalhar, mas ao mesmo tempo você pode estar saindo da crise, na medida em que começamos a ver populações do mundo inteiro se vacinando. Vai vir uma onda nova, otimista, de pessoas querendo realizar as coisas que não conseguiram até então — disse em entrevista no começo de fevereiro

Na documento assinado com a WTorre em agosto, ficou acertado que a captação de recursos e a definição do projeto deveriam acontecer no primeiro semestre de 2021, para que as obras tivessem início no segundo semestre. A conclusão aconteceria em 2023, na ocasião de aniversário de 125 anos do clube.

Segundo o presidente vascaíno, as obras de infraestrutura que dependerem de recursos próprios do clube da Colina poderão atrasar para ficarem prontas devido ao momento financeiro adverso que o cruz-maltino atravessa.

Para tentar evitar o atraso na conclusão das obras dos centros de treinamento, tanto do profissional quanto da base, o clube deve ir ao mercado atrás de novos patrocinadores, voltados para os dois espaços para treinos.

O centro de treinamento de Jacarepaguá teve a obra iniciada graças a doações de torcedores e passou a receber os treinos do elenco profissional em outubro do ano passado. Sua obra é modular, para permitir que o espaço seja usado ao mesmo tempo em que o clube avança na sua conclusão.