Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.375,25
    -1.185,58 (-1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.728,87
    -597,81 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,20
    +4,75 (+5,37%)
     
  • OURO

    1.701,80
    -19,00 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    19.564,71
    -371,41 (-1,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,50
    -9,53 (-2,09%)
     
  • S&P500

    3.639,66
    -104,86 (-2,80%)
     
  • DOW JONES

    29.296,79
    -630,15 (-2,11%)
     
  • FTSE

    6.991,09
    -6,18 (-0,09%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.096,25
    -445,50 (-3,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0768
    -0,0367 (-0,72%)
     

Apenas um grande incidente geopolítico pode impedir o IPO da Porsche, diz diretor

Porsche

Por Victoria Waldersee

BERLIM (Reuters) - A Porsche só voltará atrás na decisão de realizar um IPO em caso de graves problemas geopolíticos que fariam a importância de uma listagem diminuir comparativamente, disse o diretor financeiro da marca de carros esportivos nesta terça-feira.

"Você nunca sabe o que vai acontecer em relação a questões geopolíticas, mas se um potencial IPO (oferta pública inicial de ações) for interrompido agora, estamos falando de problemas graves", disse Lutz Meschke a jornalistas.

A Volkswagen deu sinal verde para um IPO da Porsche AG na noite de segunda-feira, após meses de deliberação, mas alertou que o movimento ainda está sujeito às condições de mercado.

Em uma conferência nesta terça-feira, Oliver Blume, presidente-executivo da Volkswagen e da Porsche, disse que a listagem pode ajudar a reviver os mercados de capitais atingidos pela desaceleração do crescimento global.

"Há muito capital no mercado", disse Blume. "Achamos que o IPO da Porsche pode ser um quebra-gelo."

Os investidores estimam uma avaliação da Porsche AG entre 60 bilhões e 85 bilhões de euros.

Os executivos da Volkswagen e da Porsche não comentaram sobre a avaliação esperada e afirmaram apenas acreditar que a Porsche seria atraente para os investidores, mesmo em tempos tão turbulentos.

"Se uma empresa é capaz de ter sucesso nessas difíceis condições de mercado, é a Porsche", disse Meschke.

A Porsche teve lucro operacional 22% maior no primeiro semestre do ano, enquanto a marca Volkswagen registrou queda de 8%.

Blume, quando questionado sobre como os conflitos de interesse --ele permanecerá como presidente de ambas as empresas mesmo após uma listagem-- seriam tratados, disse que o conselho executivo da Porsche AG terá autoridade para tomar decisões "100% por conta própria".

Por volta de 11h40 (horário de Brasília), as ações da Volkswagen subiam cerca de 3,3%.

"Como alguns já temiam o cancelamento do IPO, neste momento, é um claro alívio", disse Frank Schneider, trader da Alpha Wertpapierhandels em Frankfurt, sobre a decisão de dar aval ao IPO.

(Reportagem adicional de Danilo Masoni, em Milão)