Mercado abrirá em 8 h 52 min
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,90
    -0,23 (-0,36%)
     
  • OURO

    1.777,90
    -2,30 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    57.030,65
    -2.497,13 (-4,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.297,80
    -93,91 (-6,75%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    29.204,88
    +235,17 (+0,81%)
     
  • NIKKEI

    29.767,47
    +84,10 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    14.044,75
    +15,25 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6718
    -0,0143 (-0,21%)
     

Após voltar a marcar pelo Corinthians, Jô destaca: 'Estamos em momento de transição'

Fábio Lázaro
·2 minuto de leitura


A vitória por 2 a 1 do Corinthians sobre a Ponte Preta, neste domingo (7), pela terceira rodada do Paulistão, na Neo Química Arena, foi a primeira do Timão em oito jogos. Mas não foi só o clube que quebrou o jejum, autor do gol que deu a vitória à equipe de Parque São Jorge, Jô não balançava as redes há nove partidas.

O atacante de 33 anos, que perdeu a titularidade para Léo Natel no fim da temporada passada, iniciou o duelo contra a Macaca no banco de reservas, mesmo com a ausência de Léo, com um trauma na perna. Diante do time campineiro, o técnico Vagner Mancini optou por promover a estreia do jovem Antony como titular, trocando a zona central de ataque com outra prata da casa, Rodrigo Varanda, que fez o seu terceiro jogo pelo Timão, neste fim de semana.

>> Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

Contudo, Jô não se mostrou incomodado, entrou no intervalo de jogo e aos 33 minutos do segundo tempo aproveitou o rebote de um pênalti que ele mesmo tinha perdido para garantir o primeiro triunfo corintiano no Paulistão.

Ao fim da partida, o camisa 77 alertou o que chama de "momento de transição", com a entrada de meninos no Corinthians, e deu apoio ás crias do terrão.

- Temos de frisar que estamos em momento de transição, com a molecada entrando. Temos de dar o apoio a eles. Claro que jogar bem vale, mas o mais importante é se dedicar. Vital voltando a ter oportunidades. Ficamos felizes de ver essa molecada voltando. O torcedor pode achar que o time não está no ideal, mas o mais importante é a vitória - disse o atacante ao Premiere na saída de campo.

Mesmo rodado, com passagens por grandes equipes do futebol europeu como Galatasaray, da Turquia, Manchester City e Everton, da Inglaterra, CSKA, da Rússia, entre outros, Jô é uma prata da casa corintiana, onde foi revelado em 2002. Hoje, "tiozão" caberá a ele ser a voz da experiência nesse "novo Timão", repleto de jovens.

Se contarmos o autor do gol como cria da base, todos os atacantes relacionados por Mancini para o jogo diante da Ponte foram formados no Corinthians: Jô, Rodrigo Varanda, Antony e Felipe, os três últimos promovidos aos profissionais neste ano.