Mercado fechará em 4 mins
  • BOVESPA

    113.621,05
    -1.441,49 (-1,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,59
    -0,02 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.754,80
    -40,00 (-2,23%)
     
  • BTC-USD

    47.662,53
    -441,50 (-0,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.226,20
    -7,09 (-0,58%)
     
  • S&P500

    4.473,88
    -6,82 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.762,81
    -51,58 (-0,15%)
     
  • FTSE

    7.027,48
    +10,99 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.524,00
    +20,00 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1959
    -0,0001 (-0,00%)
     

Após Vivo e OnePlus, Xiaomi desenvolve celular com traseira que muda de cor

·2 minuto de leitura

O mercado de smartphones está estagnado há anos em relação ao design, com celulares em formato de barra sendo praticamente idênticos desde a chegada do primeiro iPhone em 2007: uma tela que ocupa a maior parte do painel frontal e um conjunto de câmeras atrás. Para se diferenciar, algumas empresas apostam em novo arranjo de lentes, acabamentos com diferentes tons ou texturas variadas para a tampa traseira, e parece que a Xiaomi deve seguir uma das ideias apresentadas por suas concorrentes recentemente.

De acordo com informações publicadas pelo vazador chinês Digital Chat Station, a Xiaomi desenvolve um celular com painel traseiro que muda de cor. O dispositivo encontra-se em fase de testes e deve adotar tecnologia fotocrômica ou eletrocrômica para realizar tal mudança na tonalidade.

Fotocromia e eletrocromia: qual a diferença?

Exposto ao sol, traseira do Vivo S10 fica mais escura (Imagem: Reprodução/MinNews)
Exposto ao sol, traseira do Vivo S10 fica mais escura (Imagem: Reprodução/MinNews)

Apresentado em julho, o Vivo S10 trouxe ao mercado sua tampa traseira fotocrômica que muda de cor ao ser exposta ao sol, permitindo que usuários pudessem criar diferentes padrões apenas ao posicionar um objeto sobre o vidro, aguardar alguns segundos e, ao remover, deixar o mesmo formato "impresso" momentaneamente no smartphone, como você pode conferir neste vídeo.

Como dito, o painel fotocrômico depende de luz solar (ou de uma lâmpada/lanterna ultravioleta direcionada para o dispositivo) para funcionar. Outra ideia apresentada por uma empresa — mas ainda não lançada aos consumidores — é a tampa traseira eletrocrômica semelhante à do smartphone conceitual OnePlus Concept One.

Diferente do painel fotocrômico, que depende de iluminação natural para mudar de cor, o painel eletrocrômico utiliza descargas elétricas para alterar as cores do dispositivo, permitindo mudanças mais drásticas como a alteração de estado do vidro de fosco para transparente, como o do OnePlus Concept One, ou de tonalidade em todo o painel.

Infelizmente não existem maiores detalhes a respeito do dispositivo a ser lançado pela Xiaomi, não sendo possível saber se ele será voltado para o mercado de alto desempenho ou intermediário, mas é esperado que mais novidades sejam reveladas dentro dos próximos meses.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos