Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    56.844,45
    -2.047,24 (-3,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Após venda à Raízen, CEO deixará Biosev para assumir novo cargo na Louis Dreyfus

·1 minuto de leitura
Colheita de cana-de-açúcar

SÃO PAULO (Reuters) - O CEO da Biosev, Juan José Blanchard, deixará o cargo após a conclusão da venda da companhia para a Raízen e assumirá novos desafios profissionais dentro do grupo Louis Dreyfus, afirmou a Biosev em comunicado nesta sexta-feira.

Em março, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deu a aprovação final para a venda das usinas da Biosev à Raízen, uma joint venture da Cosan e da Shell.

A Biosev, no entanto, destacou nesta sexta-feira que a efetivação da transação segue sujeita ao cumprimento de condições precedentes, incluindo a conclusão da reorganização societária da companhia e a reestruturação de seu dívida financeira.

Blanchard seguirá na liderança para dar apoio a estes processos, acrescentou a empresa no comunicado.

(Por Nayara Figueiredo)