Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,29 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,93
    -60,50 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,17
    +1,02 (+1,50%)
     
  • OURO

    1.806,30
    -8,20 (-0,45%)
     
  • BTC-USD

    40.858,79
    +1.194,05 (+3,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.004,93
    +29,04 (+2,98%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,58 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.165,25
    +91,75 (+0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1956
    +0,0773 (+1,26%)
     

Após vencer no torneio de simples, Krejcikova é campeã nas duplas em Roland Garros

·1 minuto de leitura
As tchecas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova vencem o torneio de duplas de Roland Garros

Um dia depois de conquistar seu primeiro Grand Slam de simples, a tcheca Barbora Krejcikova voltou a levantar um troféu em Roland Garros, agora de duplas, ao lado da compatriota Katerina Siniakova, completando assim uma participação perfeita no torneio francês.

A última tenista a ser campeã nas duas modalidades numa mesma edição do Aberto da França foi a francesa Mary Pierce em 2000.

As tchecas derrotaram a dupla formada pela polonesa Iga Swiatek e a americana Bethanie Mattek-Sands por 6-4 e 6-2.

"É uma conquista extraordinária vencer no simples e duplas", parabenizou Swiatek, vencedora do torneio de simples em Roland Garros no ano passado.

Menos de 24 horas depois de ganhar individualmente seu primeiro título de Grand Slam, Krejcikova voltou à quadra de Philippe-Chatrier para tentar recuperar um troféu de duplas que já havia conquistado em 2018, também ao lado de Siniakova.

Recuperar a concentração "foi muito difícil depois de todas as emoções que experimentei ontem (sábado)", reconheceu a campeã.

"Tive muita dificuldade para dormir e me senti muito cansada quando acordei. E posso admitir agora, a minha perna dói. Estou muito feliz com o resultado", acrescentou.

“Na quadra eu estava relaxada no final e tentei tranquilizar minha parceira, dizendo a ela para não se preocupar, que isso não me incomodaria não importa o que acontecesse”, acrescentou a número 33 do ranking da WTA.

"Acho que tivemos um torneio muito bom e que nos entendemos muito bem. Estivemos muito fortes em quadra hoje (domingo) e nestas duas últimas semanas. Estou ansiosa para jogar com ela novamente em Wimbledon e nas Olimpíadas ", concluiu Krejcikova.

ig/lve/pm-iga/mcd/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos