Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.550,25
    -902,87 (-1,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Após um único caso da COVID, Nova Zelândia decreta lockdown nacional

·2 minuto de leitura

Conhecida por adotar uma política de tolerância zero contra o coronavírus SARS-CoV-2, a Nova Zelândia lança mais uma investida contra a pandemia ao decretar lockdown nacional após confirmar um único caso da doença. Este é o primeiro caso da COVID-19 transmitido localmente no país desde fevereiro deste ano, segundo primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern.

Nesta terça-feira (17), Ardern comentou que o paciente pode ter se infectado pela variante Delta (B.1.671.2) do coronavírus, mas o sequenciamento do genoma da amostra ainda não foi concluído para comprovar a suspeita.

Nova Zelândia adota lockdown rigoroso após identificar caso doméstico da COVID-19 (Imagem: Reprodução/ IciakPhotos/Envato Elements)
Nova Zelândia adota lockdown rigoroso após identificar caso doméstico da COVID-19 (Imagem: Reprodução/ IciakPhotos/Envato Elements)

O paciente recém-infectado é um homem de 58 anos, não vacinado e morador da maior cidade do país, Auckland. Segundo as autoridades de saúde locais, o homem teria viajado para outras partes do país e tinha ligação com a região da fronteira. Inclusive, o caso levanta um dos maiores desafios do país no combate à COVID-19: a baixa adesão aos imunizantes. Apenas, 17,5% da população está completamente vacinada na Nova Zelândia, segundo a plataforma Our World in Data.

Lockdown nacional contra a COVID-19

Após a identificação de um caso suspeito da variante Delta do coronavírus, a Nova Zelândia entrará em lockdown, no nível mais restrito, pelos próximos três dias, a partir das 23h59 desta terça. Dessa forma, todos os moradores do país deverão ficar em casa e as empresas serão fechadas. O funcionamento só estará permitido de serviços essenciais, como supermercados e farmácias. A última vez que a Nova Zelândia impôs a mesma medida foi há um ano, segundo Ardern.

Já a cidade de Auckland e a Península de Coromandel — uma área da Ilha Norte do país para onde o paciente viajou — devem enfrentar um bloqueio mais prolongado. A estimativa é que a situação volte ao normal em uma semana.

Com a pandemia, o país fechou quase todas as fronteiras para os estrangeiros e impôs quarentenas rigorosas para os viajantes. Essa postura evitou os surtos da COVID-19 que afetaram inúmeros países, como o Brasil e os Estados Unidos. Antes do último anúncio, a vida dos habitantes locais já tinha voltado ao normal.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos