Mercado abrirá em 36 mins

Após trapaça, famoso youtuber é expulso de Fortnite e fãs protestam com hashtag

Fidel Forato

Série de banimentos em Fortnite continua e, agora, mais um jogador é expulso do game por trapaça. O britânico Jarvis Kaye, membro do time FaZe Clan, revelou em um vídeo do YouTube que foi banido do jogo após utilizar software proibido na plataforma.

Kaye disse a seus quase 2 milhões de seguidores no canal de vídeos que não sabia que tais ações levariam ao seu banimento. "Tudo o que eu pensava enquanto fazia esses vídeos era o quão divertido e interessante eles seriam para vocês assistirem", defende.

Youtuber em depoimento sobre seu banimento do jogo Fortnite (Fonte: Reprodução/ Youtube Jarvis)


“Nem me passou pela cabeça pensar que eu poderia ser banido do Fortnite por toda a vida por causa desses vídeos. Só quero deixar claro que é a primeira vez que faço algo assim e é claro que nunca fiz isso em um modo de jogo competitivo.”

Entenda o caso

Jarvis Kaye foi banido do jogo, após ter sido flagrado usando o software Aimbots, que é uma das maneiras mais populares de trapacear no Fortnite, pois permite aos jogadores atirarem em seus concorrentes com alvo automático, aumentando a precisão da ação.

O uso do aimbot é proibido pelas regras de Fortnite e os usuários correm o risco de ter sua conta bloqueada e excluída, se forem pegos. Algumas versões do truque chegaram a conter um código malicioso que coloca os jogadores em risco de ter seus dados privados roubados.

A Epic Games mantém então uma política de tolerância zero e para isso adquiriu, em 2018, a empresa de segurança finlandesa Kamu, na tentativa de reprimir jogadores que violarem suas regras.

O youtuber britânico se emocionou ao explicar que nunca mais poderia gravar seus vídeos e nem mais criar conteúdo relacionado a Fortnite para seus canais do YouTube e Twitch. Ele pediu desculpas aos desenvolvedores da Epic Games e pediu para que reconsiderassem sua proibição.


Em post no twitter, o jovem comenta "Eu assumirei a responsabilidade por minhas ações e compreendo totalmente por que isso aconteceu. Eu apenas queria saber o quão severas eram as consequências na época e eu nunca teria feito isso. Eu amo todos vocês que ainda me apoiam, este não é o fim."

Alguns de seus fãs expressaram seu apoio por meio da hashtag #FreeJarvis no Twitter, na tentativa da Epic Games restabelecer a sua conta.

A seguir, confira seu depoimento no YouTube, que já foi visto 2,1 milhões de vezes na rede social (em inglês):


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: