Mercado abrirá em 2 h 45 min
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,21
    +0,33 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.865,40
    -0,50 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    40.022,32
    +843,80 (+2,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.003,62
    +34,78 (+3,59%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.168,10
    +21,42 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.131,75
    +7,00 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1346
    +0,0031 (+0,05%)
     

Após sete décadas, trilhos estão sendo retirados de área urbana de Barra Mansa

·2 minuto de leitura
**ARQUIVO** ANÁPOLIS, GO, 11.05.2017 - Ferrovia em Anápolis (GO). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
**ARQUIVO** ANÁPOLIS, GO, 11.05.2017 - Ferrovia em Anápolis (GO). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - Retomadas no ano passado, as obras de readequação da linha férrea e do pátio de manobras de Barra Mansa (RJ) irão resultar na retirada das operações ferroviárias da região central da cidade, o que é alvo de queixas da população há pelo menos sete décadas, de acordo com a prefeitura.

O projeto gerido pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) prevê a adequação de 4,84 quilômetros do corredor ferroviário no perímetro urbano e a implantação e pavimentação de cerca de 5,7 quilômetros de vias urbanas.

Também serão criados dispositivos de transposição da faixa ferroviária para pedestres e veículos, para eliminar as principais passagens em nível com o feixe ferroviário. A retirada dos trilhos está sendo executada pela concessionária MRS Logística. Também há mudanças sob responsabilidade da VLI. No total, o investimento chega a R$ 94 milhões.

“As obras de retirada do pátio de manobras do centro urbano de Barra Mansa são aguardadas há pelo menos sete décadas pela população. Além de promover o desenvolvimento da cidade, elas possibilitarão uma convivência mais harmônica entre os pedestres, o trânsito e a ferrovia”, diz a prefeitura.

Os trilhos que estão sendo retirados pela concessionária levam ao pátio de manobras, que será realocado. No local dos trilhos surgirá uma avenida, para desafogar o fluxo de veículos na região.

Para que as obras fossem realizadas, 40 imóveis foram desapropriados. De acordo com a prefeitura, parte das famílias foi indenizada financeiramente, enquanto 22 serão reassentadas. Dessas, 17 ficarão em imóveis que estão sendo construídos no Campo do Ferroviário e as outras 5 irão para o bairro Roberto Silveira.

As obras, embora desejadas há mais de 70 anos, foram iniciadas em 2010 e paralisadas quatro anos depois, justamente por conta da necessidade de desapropriações e reassentamentos de moradores.

A MRS, criada em 1996, administra uma malha ferroviária de 1.643 quilômetros em São Paulo, em Minas Gerais e no Rio de Janeiro e concentra cerca de 20% das exportações do país.