Mercado abrirá em 1 h 45 min
  • BOVESPA

    112.486,01
    +1.576,40 (+1,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.684,86
    +1.510,80 (+3,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,48
    -0,07 (-0,09%)
     
  • OURO

    1.792,40
    +32,50 (+1,85%)
     
  • BTC-USD

    17.110,49
    +223,35 (+1,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    405,36
    +4,66 (+1,16%)
     
  • S&P500

    4.080,11
    +122,48 (+3,09%)
     
  • DOW JONES

    34.589,77
    +737,24 (+2,18%)
     
  • FTSE

    7.574,77
    +1,72 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    18.736,44
    +139,21 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    28.226,08
    +257,09 (+0,92%)
     
  • NASDAQ

    12.019,75
    -22,50 (-0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4083
    +0,0118 (+0,22%)
     

Após secretário de Rodrigo Garcia falar da eleição em evento oficial, deputado aciona MP

***ARQUIVO*** São Paulo, SP - 13/09.2022.  Debate promovido pro SBT/Terra/Estadao, entre candidatos Fernando Haddad (PT), Tarcísio de Freitas (Republicanos), Rodrigo Garcia,(PSDB), Elvis Cezar (PDT) e Vinícius Poit(Novo) ao governo de São Paulo Na foto, imprensa e convidados assiste o debate de um telão. (Foto Marlene Bergamo / Folhapress)
***ARQUIVO*** São Paulo, SP - 13/09.2022. Debate promovido pro SBT/Terra/Estadao, entre candidatos Fernando Haddad (PT), Tarcísio de Freitas (Republicanos), Rodrigo Garcia,(PSDB), Elvis Cezar (PDT) e Vinícius Poit(Novo) ao governo de São Paulo Na foto, imprensa e convidados assiste o debate de um telão. (Foto Marlene Bergamo / Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deputado estadual Emídio de Souza pediu ao Ministério Público Regional Eleitoral para investigar a conduta do governador Rodrigo Garcia (PSDB) e do secretário de Governo, Marcos Penido, por terem, no seu entendimento, usado a estrutura do estado para fazer campanha.

A coluna Painel, da Folha de S.Paulo, revelou que membros da gestão Rodrigo Garcia fizeram campanha para a reeleição do tucano durante evento oficial do Governo de São Paulo em Caçapava, interior do estado, nesta sexta-feira (23). Penido fez críticas a Fernando Haddad (PT) e Tarcísio de Freitas (Republicanos), ainda que sem citá-los nominalmente.

"É absurdo o uso da estrutura do Governo do estado para campanha eleitoral. Ao usar um evento oficial para atacar adversários e promover o candidato do PSDB ao Governo de SP, secretários de estado violam leis. Vou abrir uma representação no MPE por crime eleitoral. Usar servidores e a estrutura pública para promoção pessoal é crime. Isso é grave!", afirma Emídio.

Na peça protocolada, Emídio argumenta que, no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o entendimento é de que o "uso indevido" de cargo político para impulsionar candidato pode configurar abuso de poder econômico.

Quando o episódio foi revelado, o Governo de São Paulo disse que Penido "só reproduziu informações já divulgadas na imprensa, sem qualquer infração a Lei Eleitoral".

"Não houve pedido de voto para qualquer candidato. Portanto, não há infração eleitoral", diz o texto.