Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.867,62
    +338,65 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,07
    -1,60 (-2,55%)
     
  • OURO

    1.794,70
    +16,30 (+0,92%)
     
  • BTC-USD

    54.867,73
    -1.767,36 (-3,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.265,58
    +2,62 (+0,21%)
     
  • S&P500

    4.173,42
    +38,48 (+0,93%)
     
  • DOW JONES

    34.137,31
    +316,01 (+0,93%)
     
  • FTSE

    6.895,29
    +35,42 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.621,92
    -513,81 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.508,55
    -591,83 (-2,03%)
     
  • NASDAQ

    13.896,00
    +101,75 (+0,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7022
    -0,0003 (-0,00%)
     

Após recurso do Ibama, Justiça fixa prazo de 60 dias para que MT se integre ao sistema nacional de madeira

FABIANO MAISONNAVE
·1 minuto de leitura

MANAUS, AM (FOLHAPRESS) - Após recurso do Ibama, a Justiça Federal fixou um prazo "improrrogável" de 60 dias para que o governo de Mato Grosso faça a integração ao Sinaflor (Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais). Caso não cumpra, os produtos de madeira nativa do estado terão a comercialização bloqueada. Em dezembro, o Ibama havia dado um ultimato de 90 dias para que Mato Grosso e Pará fizessem a integração dos seus sistemas estaduais com o Sinaflor, medida prevista desde o Código Florestal, de 2012. O período venceu em 22 de março, mas os dois estados conseguiram evitar o bloqueio da comercialização por meio de liminares. Em nota, a Sema (Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso) afirma que o prazo de 60 dias "contempla as necessidades, visto que o órgão ambiental estadual estava em fase adiantada de integração ao sistema Sinaflor". Na semana passada, o Ibama também recorreu da liminar da Justiça Federal favorável ao estado do Pará que desbloqueou a venda de madeira, mas ainda não houve nova decisão. Campeões de desmatamento e de produção de madeira nativa, Pará e Mato Grosso são os dois únicos estados do país não integrados ao Sinaflor. Essa falta de integração tem dificultado a fiscalização federal da extração ilegal. Mato Grosso é o maior produtor de madeira nativa do Brasil. Quase toda a produção vai para o Sudeste e Sul, onde tem sido usada principalmente na construção civil.