Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.745,05
    +236,45 (+0,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Após quase dois anos de ausência, Henrique Almeida garante: 'Não sinto dor, estou 100%'

·1 min de leitura


Mesmo com resultado desfavorável para a Chapecoense, o centroavante Henrique Almeida teve um grande motivo para comemorar pelo simples fato de poder retornar a uma partida oficial depois de 20 meses afastado por lesão.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

O jogador, que precisou de todo esse período para conseguir uma plena recuperação do seu rompimento do tendão de Aquiles quando defendia o Goiás, assegurou em palavras publicadas pelo site 'Futebol Interior' que não teve qualquer tipo de incômodo ou queixa sobre dores em seu retorno.

Tendo acordo junto a Chape válido até o próximo mês de dezembro que não inclui um pagamento salarial compatível ao restante do plantel, colocado sob o molde de um auxílio moradia, Henrique preferiu não fazer maiores especulações se já pensa na prorrogação do atual vínculo.

Isso porque, para ele, o mais importante é se concentrar na reta final do Campeonato Brasileiro onde a equipe vive uma situação extremamente delicada pensando em seguir na elite nacional:

- O acordo é que eu faria a parte final do tratamento e uma ajuda de custo, um auxílio-moradia. Fizemos o contrato até dezembro e se ambas as partes quiserem para o ano que vem podemos conversar. Não falamos sobre isso ainda. Estamos focados nessa reta final.

- Não sinto dor, estou 100%. Tento ajudar da melhor forma possível, com um pouco de experiência, orientando dentro e também fora de campo, conversando com os mais jovens - assegurou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos