Mercado fechado

Após polêmica, Uber compartilha com motoristas guia sobre o novo coronavírus

Fidel Forato

Depois da polêmica envolvendo motoristas da Uber que estavam deixando de levar alguns passageiros por conta do medo de contágio do novo coronavírus - conhecido como SARS-CoV-2 -, com vários deles se recusando, inclusive, a pegarem viagens para aeroportos nos Estados Unidos, a Uber enviou um guia com orientações sobre o vírus.

Seguindo as orientações internacionais sobre a doença COVID-2019, como as feitas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a companhia lista algumas medidas recomendadas para que tanto motoristas quanto passageiros permanecerem seguros e saudáveis, durante as viagens.

Uber compartilha guia para seus motoristas com orientações referentes ao novo coronavírus (Foto: Divulgação/ Uber)
  • Se você se sentir doente, fique em casa. Se você tiver uma doença leve, sintomas respiratórios ou febre (38C ou superior), fique em casa e longe dos outros. Se seus sintomas piorarem, chame seu médico;
  • Lave a mão com frequência. Lave as mãos com água e sabão líquido por pelo menos 20 segundos ou use um desinfetante para as mãos à base de álcool com pelo menos 60% de álcool para desinfetar as mãos. Evite tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Cubra a tosse ou espirre em um lenço de papel, jogue-o no lixo e lave a mão. Se você não tem um tecido de fácil acesso, deve tossir ou espirrar no cotovelo;
  • Limpe e desinfete as superfícies frequentemente tocadas em seu veículo;
  • Como sempre foi o caso, se você se sentir desconfortável ao pegar um passageiro por motivos de segurança, poderá optar por não aceitar ou cancelar a viagem. No entanto, é absolutamente contra as Diretrizes da comunidade da Uber discriminar qualquer pessoa com base em sua raça ou origem nacional.

Esse memorando foi publicado nas mídias sociais pelos próprios motoristas da companhia e, posteriormente, confirmado por um motorista de Nova York para o Business Insider.


No entanto, alguns usuários apontaram "falhas" ou incongruências nas recomendações, principalmente no tópico "Se você ficar doente, fique em casa". Isso porque, em quase todo o país norte-americano, a Uber não oferece licença médica ou benefícios para os motoristas que não trabalharem; ou seja, ficar doente e em casa significa não receber.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: