Mercado fechado

Após polêmica com fundadora, Nubank investe R$ 20 milhões em inclusão racial

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois da declaração polêmica de sua fundadora, Cristina Junqueira, sobre diversidade na equipe, o Nubank lança nesta quinta (12) um grande programa de inclusão racial. Em uma carta assinada pelos fundadores David Vélez, Edward Wibl, além de Junqueira, o banco diz que avançou muito pouco na pauta racial e não se moveu na velocidade exigida pela sociedade. "Nas últimas semanas, tivemos a oportunidade de refletir sobre o quanto precisamos não só aprender, mas também agir para combater as barreiras impostas pelo racismo estrutural", diz a carta do banco. A debate racial se impôs à pauta do Nubank após uma fala de Cristina Junqueira durante sua entrevista ao programa Roda Viva no mês passado. Na ocasião, a executiva disse que a empresa não poderia se "nivelar por baixo" para buscar maior diversidade. Agora, o banco anuncia que vai investir R$ 20 milhões no tema. Entre outras medidas, a empresa começou a fazer uma revisão das práticas de RH, ampliou a equipe de inclusão para 12 pessoas, vai lançar um programa de treinamento e mentoria, além de um link na internet para incentivar profissionais negros a se inscreverem nos processos seletivos.