Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.746,79
    +701,33 (+1,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Após pedir demissão ao vivo na TV, jornalista ganha processo milionário contra a Globo

·2 minuto de leitura


O jornalista Kaio Cezar, que pediu demissão ao vivo durante uma edição do Globo Esporte/CE, em 2019, ganhou na Justiça, através de decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região de Fortaleza (CE), o direito de receber cerca de R$ 2 milhões da Rede Globo e das afiliadas TV Verdes Mares, TV Diário (TV local do Sistema Verdes Mares) e Rádio Verdes Mares (a rádio do grupo).

+ Veja a tabela do Brasil no futebol masculino olímpico!

Segundo o portal 'Noticias da TV', Kaio conseguiu provar as acusação durante o processo. O juiz do trabalho Adalberto Ellery Barreira Neto deu parecer favorável a razão de Kaio em situações constrangedoras, quando, por exemplo, foi mandado 'tomar no c*' em uma reunião de trabalho.

Em outra situação relatada, o diretor teria dito que Kaio seria 'doido' por 'pegar uma mulher com um menino e faz outro nela', se referindo ao fato de a esposa do jornalista ser mãe de uma criança que teve em outro relacionamento.

Relembre o caso:
Na ocasião, o jornalista afirmou que sofria assédio e danos morais por parte de Paulo César Norões, ex-diretor de relações institucionais do Sistema Verdes Mares.

- Em meio a tantos fatos que configuram perseguição, certa vez PC Norões se dirigiu a mim e proferiu ofensas à minha família que não as repito aqui porque tenho dois filhos, entre eles uma enteada, e poderia expor pessoas que não tem nada a ver com a história. E foi assim que pouco a pouco me escantearam, sem qualquer pudor ou respeito por mim - declarou na época.

A esposa do jornalista também falou à época que ele sofria de problemas de ansiedade devido o constrangimento no ambiente profissional. Já o diretor acusado se pronunciou pelas redes sociais naquela mesma semana falando que se deparava com 'injustiça e ingratidão'.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos