Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.489,33
    +534,05 (+1,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Após oito anos de espera, bolsa angolana consegue primeiro IPO

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Bloomberg) -- A bolsa de valores de Angola, com oito anos de existência, pode finalmente começar a negociar ações em 9 de junho. É quando o Banco BAI planeja estrear após uma oferta pública inicial.

Dois dos maiores acionistas do banco - a empresa estatal de petróleo Sonangol e a produtora de diamantes Endiama - vão ofertar 10% de suas ações no IPO, de acordo com prospecto publicado no site do BAI. As ações devem ser precificadas entre 17.200 kwanzas (US$ 41,75) e 20.640 kwanzas, o que daria ao maior banco de Angola um valor de cerca de US$ 972 milhões.

O início das negociações de ações é o próximo passo na tentativa de Angola de atrair investidores estrangeiros para o segundo maior país produtor de petróleo da África. A economia do país está em alta depois que saiu de cinco anos de recessão em 2021 e teve sua classificação de crédito elevada pela Moody’s.

Para a Bolsa de Dívida e Valores de Angola, ou Bodiva, os problemas econômicos passados do país significaram adiar o início da negociação de ações que estava inicialmente planejado para 2015.

O governo do presidente João Lourenço também embarcou em um ambicioso programa de privatização, que colocou 195 ativos a venda. Angola completou um programa com o Fundo Monetário Internacional no ano passado.

O produto interno bruto do país deve crescer 3% este ano, segundo o FMI.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos