Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.829,73
    -891,85 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.335,51
    -713,54 (-1,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,32
    +0,18 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.889,20
    +4,40 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    23.356,85
    +529,35 (+2,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    539,24
    +13,29 (+2,53%)
     
  • S&P500

    4.164,00
    +52,92 (+1,29%)
     
  • DOW JONES

    34.156,69
    +265,67 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.864,71
    +28,00 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    21.298,70
    +76,54 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    27.544,16
    -141,31 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.761,25
    -15,50 (-0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5750
    -0,0021 (-0,04%)
     

Após medidas de BTG e Bradesco, Americanas critica ação unilateral de credores

SÃO PAULO (Reuters) - A Americanas afirmou nesta quarta-feira que "a atitude unilateral de compensação dos credores contra o caixa da companhia prejudica sua viabilidade".

A afirmação veio após bancos credores da varejista terem anunciado esforços judiciais contra a companhia, que na semana passada anunciou ter detectado "inconsistências contábeis" de 20 bilhões de reais e dois dias depois obteve uma decisão judicial protegendo-a por 30 dias de credores.

"Somente o Banco Bradesco reteve mais de 450 milhões de reais do caixa, agindo em desconformidade com a decisão da tutela antecipada", afirmou a Americanas no comunicado.

Mais cedo, o Bradesco havia afirmado que pediu que a Justiça só permitisse que a Americanas retirasse recursos do banco mediante aval prévio.

Já o BTG Pactual conseguiu que a Justiça do Rio de Janeiro revertesse decisão que protegia a Americanas de ser cobrada por uma dívida de 1,2 bilhão de reais com o banco, segundo documentos vistos pela Reuters.

A Americanas afirmou que "segue na busca por uma solução de curto prazo com os seus credores".

(Por Aluísio Alves e Gabriel Araújo)