Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.939,28
    +1.060,75 (+0,95%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.910,36
    +235,53 (+0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,77
    +0,49 (+1,08%)
     
  • OURO

    1.843,50
    +13,30 (+0,73%)
     
  • BTC-USD

    19.417,74
    +468,84 (+2,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    381,66
    +7,25 (+1,94%)
     
  • S&P500

    3.681,44
    +12,43 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    30.099,86
    +216,07 (+0,72%)
     
  • FTSE

    6.490,27
    +26,88 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    26.728,50
    +195,92 (+0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.809,37
    +8,39 (+0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.504,50
    +50,25 (+0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2326
    -0,0872 (-1,38%)
     

Após mais um título, Ceni dá declaração enigmática sobre futuro no Fortaleza e abre brecha para especulações

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

Rogério Ceni deu mais uma volta olímpica na noite desta quarta-feira. Com a vitória por 1 a 0 sobre o rival Ceará, ajudou o Fortaleza a conquistar novamente o Campeonato Cearense. Pelo Leão, o treinador agora acumula quatro títulos: dois Estaduais, um Brasileirão da Série B e uma Copa do Nordeste. Mas...e o futuro?

Após as comemorações, Ceni concedeu uma entrevista, no mínimo, enigmática. Em meio à pandemia de coronavírus, nas quais os clubes são obrigados a jogar sem a presença de público, ele projetou uma possível saída, que pode se dar de um jeito indesejado. "Lamento muito não comemorar um título com a torcida aqui dentro (da Arena Castelão). É uma das coisas que eu mais tenho receio, que mais fico com medo: de não conseguir me despedir disso aqui com a casa cheia", disse.

Segundo o treinador, "não se sabe quando volta o público e nem a carreira da gente como segue". Por isso, na sua visão, seria uma tristeza sem tamanho não poder voltar a conviver com a torcida do Fortaleza. A declaração se dá justamente no momento em que se cogita um possível retorno ao São Paulo, seu clube do coração, ou até mesmo uma investida do Palmeiras, que não conseguiu fechar a contratação de Miguel Ángel Ramírez para ocupar a vaga em aberto com a demissão de Vanderlei Luxemburgo. Ceni, pelo trabalho realizado, naturalmente virou um dos profissionais da nova geração mais valorizados e, por consequência, desejados do mercado.

Para mais notícias do Fortaleza, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.