Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,51 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,10 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,41
    -0,74 (-1,03%)
     
  • OURO

    1.820,50
    -40,90 (-2,20%)
     
  • BTC-USD

    38.633,73
    -1.386,55 (-3,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    959,76
    -32,71 (-3,30%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,63 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.264,16
    -172,68 (-0,61%)
     
  • NIKKEI

    28.976,81
    -314,20 (-1,07%)
     
  • NASDAQ

    13.889,00
    -92,25 (-0,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0743
    +0,0123 (+0,20%)
     

Após Gil do Vigor, pessoas passaram a olhar para BC de forma diferenciada, diz Campos Neto

·1 minuto de leitura
Homem portando equipamento de proteção individual contra a Covid-19 é visto em frente ao prédio do Banco Central. 02/09/2020. REUTERS/Adriano Machado.

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou nesta quarta-feira que a população passou a olhar para a instituição de forma diferente após o ex-participante do Big Brother Brasil (BBB) conhecido como Gil do Vigor ter dito que tem o sonho de presidir a autarquia.

Gilberto Nogueira, que é economista, falou sobre seu projeto no início deste mês, depois de ter deixado o programa da Rede Globo.

"Não conheço ele pessoalmente, mas acho que as pessoas até, depois dessa declaração, passaram a olhar para o Banco Central de uma forma diferente", afirmou Campos Neto ao ser questionado em live do canal "MyNews" sobre os conselhos que daria ao economista.

"Eu nunca imaginei que alguém que fosse uma celebridade, que tivesse tanta atenção, olhasse para o Banco Central e pensasse em ser presidente do Banco Central."

Ainda em tom de surpresa, Campos Neto afirmou que não imaginava tornar-se ele próprio, um dia, chefe do BC. "Eu nunca achei que eu ia ser presidente do Banco Central, nem que tinha os quesitos nem ingredientes para ser."

De acordo com ele, a autarquia chegou a traçar planos para, eventualmente, contar com a participação do ex-BBB em produtos educacionais desenvolvidos pelo BC, "mas, como sempre, o mundo privado vai rápido e já entrou em contato", disse, após mencionar que tinha visto o economista em uma propaganda.

Gil do Vigor, que ficou em quarto lugar no reality show transmitido neste ano, é economista formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde também cursou doutorado. Recentemente, foi aprovado para fazer PhD na Universidade da California, nos Estados Unidos.

(Por Gabriel Ponte)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos