Mercado abrirá em 2 h 42 min
  • BOVESPA

    121.241,63
    +892,84 (+0,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.458,02
    +565,74 (+1,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,44
    +0,08 (+0,15%)
     
  • OURO

    1.842,70
    +12,80 (+0,70%)
     
  • BTC-USD

    37.209,07
    +767,34 (+2,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    733,61
    -1,53 (-0,21%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.734,09
    +13,44 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    29.642,28
    +779,51 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    28.633,46
    +391,25 (+1,39%)
     
  • NASDAQ

    12.917,75
    +115,50 (+0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4102
    +0,0149 (+0,23%)
     

Após ganhar fôlego, Corinthians busca novo salto no Brasileiro

MARCOS GUEDES
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Corinthians está longe de empolgar seus torcedores e apresentar um futebol de imposição sobre os rivais, mas a equipe ao menos ganhou distância da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Agora, a meta é pular para a metade de cima da tabela. A oportunidade se apresenta nesta quarta-feira (2), no Ceará. A formação alvinegra vai enfrentar o Fortaleza, no Castelão, às 21h30, com a possibilidade de subir para o nono lugar. Atual 11º colocado, o time paulista abriu uma vantagem de cinco pontos sobre o grupo dos quatro últimos. Com 29, tem a mesma pontuação do Ceará e do Fortaleza, seu adversário na abertura da 23ª rodada, e pode dar mais um salto na classificação. "Pelos resultados que a gente vem tendo, pela evolução, temos de pensar na parte de cima da tabela. Neste momento, temos que ficar o mais longe possível do grupo lá de baixo e buscar uma aproximação do grupo da Libertadores. Mas é jogo a jogo", disse Cássio. O goleiro atribui ao técnico Vagner Mancini o crescimento apresentado pelo Corinthians, que passou a ter uma defesa mais consistente. Sob direção do antecessor no comando, Tiago Nunes, ou no período com Dyego Coelho na chefia interina, os problemas na marcação eram evidentes. "Desde o primeiro dia, ele tem nos orientado bastante, corrigido. Não estou aqui para julgar, mas a gente acabou se adaptando bem à maneira dele, com muita conversa. Estamos jogando também um estilo diferente, dando poucas chances, conquistando pontos fora de casa", disse o capitão. Pontuar fora de casa é o que busca o time no Ceará. No confronto desta quarta, Mancini terá novamente à disposição os meias Ramiro e Otero, que não participaram da vitória por 1 a 0 sobre o Coritiba, no Paraná. Já o zagueiro Bruno Méndez cumprirá suspensão. Já o Fortaleza não poderá contar com seu artilheiro na temporada. Wellington Paulista, que balançou a rede 12 vezes em 2020, recebeu diagnóstico de Covid-19 e foi isolado do grupo comandado por Marcelo Chamusca. FORTALEZA Felipe Alves; Tinga, Jackson, Paulão, Bruno Melo; Juninho, Felipe, Romarinho (João Paulo), Osvaldo, David; Bergson. T.: Marcelo Chamusca CORINTHIANS Cássio; Fagner, Marllon, Gil, Fábio Santos; Gabriel, Xavier (Cantillo ou Otero), Ramiro (Roni), Luan; Jonathan Cafú (Mateus Vital), Jô. T.: Vagner Mancini Estádio: Arena Castelão, em Fortaleza (CE) Horário: 21h30 desta quarta-feira Juiz: Bráulio da Silva Machado (SC)