Mercado fechará em 36 mins
  • BOVESPA

    122.409,13
    -3.266,20 (-2,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.097,18
    -537,42 (-1,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,89
    +0,27 (+0,37%)
     
  • OURO

    1.815,50
    -20,30 (-1,11%)
     
  • BTC-USD

    39.299,82
    -267,37 (-0,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    934,42
    -15,48 (-1,63%)
     
  • S&P500

    4.394,10
    -25,05 (-0,57%)
     
  • DOW JONES

    34.932,62
    -151,91 (-0,43%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.961,50
    -76,25 (-0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1699
    +0,1294 (+2,14%)
     

Após estreia com triunfo, Casemiro reforça foco da Seleção na Copa América: 'Jogar para vencer'

·1 minuto de leitura

Polêmica e controversa? Sim.
Criticada por jogadores e por muitos outros personagens da bola? Também.

Mas já que a Copa América está acontecendo - teve seu pontapé inicial na noite deste domingo (13), no Mané Garrincha -, a postura da Seleção Brasileira será de comprometimento e entrega. Ao menos é o que garante Casemiro, que concedeu entrevista após o triunfo da Canarinho por 3 a 0 contra a Venezuela, no duelo inaugural da competição.

"Olha, essa camiseta, isso aqui é muito forte, muito pesado, tem uma história muito grande. E a partir do momento que seja amistoso, seja Copa América, seja Eliminatórias ou Copa do Mundo, temos que jogar para vencer. Aqui o nível de exigência é o maior possível. Esse é o caminho, esse é o foco", afirmou.

Brasil venceu Venezuela por 3 a 0 | EVARISTO SA/Getty Images
Brasil venceu Venezuela por 3 a 0 | EVARISTO SA/Getty Images

Perguntado sobre a fragilidade do adversário - a Venezuela foi acometida por surto de Covid-19 e teve que convocar 15 jogadores às pressas -, o capitão da Seleção Brasileira preferiu destacar o foco e a postura agressiva da equipe verde e amarela, que praticamente não sofreu ameaças no duelo.

"Era importante vencer, independente dos desfalques. É o nosso trabalho, é mais importante o nosso ritmo de jogo, a gente impor o nosso jogo. A nossa equipe está de parabéns, enfrentamos uma equipe que veio com um propósito claro de se defender, buscando o empate, tardando muito o jogo. Estivemos muito focados, agressivo no último terço, então todos estão de parabéns", disse.

O Brasil volta a campo na próxima quinta-feira (17), quando encara o Peru pela 2ª rodada da Copa América.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos