Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.586,10
    -352,63 (-0,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Após críticas, Obama afirma que fará festa de aniversário para 'família e amigos próximos'

·2 minuto de leitura

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, informou que apenas parentes e amigos próximos vão participar de sua festa de aniversário de 60 anos no fim de semana. O político democrata, nascido em 4 de agosto, foi alvo de críticas após diversos veículos de imprensa americanos revelarem haver planos para reunir "centenas de pessoas" na propriedade da família na ilha exclusiva de Martha's Vineyard, em Massachusetts.

A porta-voz de Obama, Hannah Hankins, destacou que houve planos de fazer a celebração na companhia de mais pessoas, mas que a preocupação em relação à variante delta do coronavírus e o aumento de infecções nos EUA pesaram na decisão de diminuir o número de convidados.

"Este evento ao ar livre foi planejado meses atrás de acordo com todas as diretrizes de saúde pública e cuidados com a Covid-19 que estavam em vigor. Devido à nova disseminação da variante delta na semana passada, o presidente e a Sra. Obama decidiram reduzir significativamente o evento para incluir apenas familiares e amigos próximos. O presidente Obama agradece aos outros convidados que estão enviando mensagens de aniversário de longe e espera que possa vê-los em breve”, informou o comunicado.

Martha's Vineyard apresentava, na segunda-feira, um nível moderado de transmissão do vírus, segundo o Centro para a Prevenção e Controle de Doenças (CDC), o que não requer novas recomendações sanitárias.

Vários políticos fizeram comentários sobre o caso. O congressista republicano Jim Jordan ironizou no Twitter que, "se fosse a festa de aniversário do presidente Trump", denunciariam a comemoração como um "evento perigoso superpropagador" do vírus e chegariam a conclusão que os organizadores da festa "matam pessoas".

"Há exceção para as festas das quais participam celebridades liberais endinheiradas?", questionou a líder do Partido Republicano, Ronna McDaniel.

"Os democratas exigirão que Obama peça a seus convidados que usem máscara?", perguntou Lance Gooden, outro congressista republicano.

Na terça-feira, a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, informou que o atual presidente americano, Joe Biden, não participaria do evento e afirmou: "O ex-presidente apoia a vacinação e certamente respeita os conselhos dos especialistas em saúde pública e os aplica".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos