Mercado fechado

Após coletar amostras de asteroide, sonda japonesa inicia seu retorno à Terra

Daniele Cavalcante

As tarefas realizadas pela sonda japonesa Hayabusa-2 no espaço são lentas e exigem paciência, mas finalmente chegou o momento de deixar a órbita do asteroide Ryugu e voltar para casa. Nesta quarta-feira (13), a pequena nave começa sua viagem de volta para a Terra, carregando amostras da rocha espacial que podem oferecer respostas sobre as origens do Sistema Solar.

Será uma longa viagem, que só terminará no final de 2020, de acordo com a Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA). "Esperamos que a Hayabusa-2 nos forneça novos conhecimentos científicos", disse o gerente do projeto Yuichi Tsuda. É que a sonda trará "matéria orgânica e carbono" que fornecerá dados sobre "como a matéria está espalhada pelo Sistema Solar, por que ela existe no asteroide e como está relacionada à Terra".

O asteroide Ryugu

As ordens que a Hayabusa-2 recebeu para voltar foram enviadas logo pela manhã, mas ela deixará de fato a influência da gravidade do asteroide apenas no dia em 18 de novembro, e então acionará seus principais motores no início de dezembro para, aí sim, iniciar a jornada de volta para casa, chegando em 2020. A missão de seis anos custou cerca de 30 bilhões de ienes (US$ 278 milhões), mas superou as expectativas da agência japonesa, embora tenha enfrentado uma série de problemas técnicos.

São cerca de 300 milhões de quilômetros separando a Terra de Ryugu, nome que significa "Palácio do Dragão" em japonês - uma referência a uma fábula antiga do país sobre um castelo no fundo do oceano. “Estou me sentindo meio triste”, disse Tsuda sobre trazer a sonda de volta. "Ryugu está no centro de nossa vida cotidiana há um ano e meio".

De acordo com os planos atuais, a Hayabusa-2 continuará em missões pelo espaço depois de deixar a cápsula com sua carga na Terra. A JAXA afirmou que ela pode "realizar outra exploração em asteroides", mas ainda não há planos concretos sobre um novo destino, disse Tsuda.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: