Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.802,10
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    34.539,50
    +653,79 (+1,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    -6,75 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1237
    +0,0035 (+0,06%)
     

Após Bitcoin, El Salvador pode ter título de dívida na blockchain

·3 minuto de leitura

A empresa de tecnologia de blockchain Blockstream tem conversado há anos com o governo de El Salvador acerca de um novo título digital em dólar. A proposta veio a tona em meio aos esforços do país de passar a aceitar Bitcoin como moeda legal.

Segundo relatos, o CSO da Blockstream, Samson Mow, deu a ideia do título para oficiais do governo de El Salvador nesta semana. Os relatos afirmam que estes oficiais estão interessados na ideia mas ainda não tomaram uma decisão.

A Blockstream propôs que El Salvador lançasse títulos em dólar que, por sua vez, emitiriam um cupom. Este cupom seria feito em forma de um título tokenizado, baseado em um dos produtos da Blockstream. Especificamente, o Blockstream AMP, que permite aos usuários gerenciarem ativos digitais na rede Liquid Network da empresa.

A exchange é baseada na província de British Columbia, no Canadá, e já expressou apoio ao governo de El Salvador antes, em junho. Na época, o presidente do país, Nayib Bukele, havia a recém proposto o uso do BTC como moeda legal.

No dia 5 de junho, a empresa publicou um fio no Twitter com vários posts nos quais lista as formas em que ela apoiaria acionistas públicos e privados no pais.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A lista incluía compromissos como “prover #bitcoin e a infraestrutura de satélite @Liquid_BTC para garantir a redundância destas redes”.

Ele também mencionava “apoiar o desenvolvimento da indústria de mineração do bitcoin em El Salvador usando a expertise local em operações de mineração empreendedoras e gerenciamento de energia”.

Alem disso, a Blockstream disse que iria aconselhar o governo de El Salvador em tecnologias de módulos de segurança de hardware (HSM) para asegurar o acumulo de bitcoin.

El Salvador enfrenta desafios para adotar Bitcoin

el salvador
el salvador

O juramento do presidente Bukele de tornar o BTC uma moeda legal foi feito no dia 6 de junho e tornado realidade menos de uma semana depois. O projeto de lei foi aprovado com votos de 62 dos 84 membros do congresso.

Desde então, entretanto, a adoção do BTC pelo país tem enfrentado um grande número de desafios. O mais recente foi um grupo de cidadãos que processou o governo de El Salvador pela adoção do BTC como moeda legal.

O chefe do grupo é o político Jaime Guevara. Ele também é membro de um partido de oposição, a Frente de Libertação Nacional Farabundo Martí (FMLN).

Segundo Guevara, a lei usada para reconhecer o BTC como moeda legal era “inconstitucional”.

A ação judicial surgiu poucos dias após o Banco Mundial negar qualquer tipo de auxílio ao governo de El Salvador. Ele citou deficiências econômicas e de transparência como motivos.

Além disso, a Câmara de Comércio e Indústria de El Salvador conduziu um estudo que demonstrou que 80% da população do país discordava do pagamento em BTC.

O artigo Após Bitcoin, El Salvador pode ter título de dívida na blockchain foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos