Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,18
    -0,12 (-0,16%)
     
  • OURO

    1.747,90
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    44.665,64
    +1.405,19 (+3,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.119,43
    +10,51 (+0,95%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    30.140,18
    +500,78 (+1,69%)
     
  • NASDAQ

    15.320,25
    +16,75 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2281
    +0,0031 (+0,05%)
     

Após 7 dias em queda, preços do petróleo saltam 3% com desvalorização do dólar

·1 minuto de leitura

Por Dmitry Zhdannikov

LONDRES (Reuters) - Os preços do petróleo saltavam 3% nesta segunda-feira, recuperando-se de uma sequência de sete dias de perdas, apoiados pela desvalorização do dólar, apesar das preocupações de demanda causadas pelo aumento no número de casos da variante Delta do coronavírus.

Por volta das 8h30 (horário de Brasília), o petróleo Brent avançava cerca de 3%, a 67,11 dólares por barril, após ter atingido o menor nível desde 21 de maio, a 64,60 dólares.

Já o petróleo dos Estados Unidos (WTI) para entrega em outubro apurava alta de 2,85%, a 63,93 dólares/barril.

Ambas as referências haviam registrado na semana passada as maiores perdas semanais em mais de nove meses, com o Brent cedendo cerca de 8% e o WTI recuando por volta de 9%.

Muitas nações têm respondido ao aumento das taxas de infecção pelo coronavírus com a imposição de novas restrições de circulação.

"Esperamos ver mais ajustes nesta semana, mas o sentimento do mercado provavelmente permanecerá baixista, com o aumento das preocupações com a desaceleração da demanda por combustíveis no mundo", disse Kazuhiko Saito, analista-chefe da Fujitomi Securities.

(Reportagem de Dmitry Zhdannikov, em Londres; reportagem adicional de Yuka Obayashi, em Tóquio)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos