Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,71
    -0,26 (-0,36%)
     
  • OURO

    1.753,80
    +2,40 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    47.258,11
    -821,66 (-1,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,61%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,96 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.302,00
    -24,00 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1992
    +0,0144 (+0,23%)
     

Aos 43 anos, Buffon diz que ainda sonha com a Copa do Mundo de 2022

·1 minuto de leitura


O experiente goleiro Gianluigi Buffon deu uma entrevista exclusiva ao jornal italiano "Gazzetta dello Sport". Aos 43 anos, Buffon surpreendeu ao afirmar que ainda sonha em disputar a Copa do Mundo de 2022, disputada no Catar.


Com uma carreira vitoriosa, Buffon já disputou cinco copas, entre 1998 a 2014. O destaque fica para a Copa do Mundo de 2006, disputada na Alemanha, quando o goleiro conquistou o tetracampeonato mundial com a Itália.

Para esta temporada que se iniciará, o arqueiro multicampeão fez uma escolha difícil e trocou a Juventus pelo Parma, clube que o revelou em 1994 e atualmente disputa a Segunda Divisão do Campeonato Italiano.

- Aos 43 anos, certamente não serei eu a me candidatar, mas a Copa do Mundo me serve para continuar jogando e sonhando, para levar o Parma de volta à Série A. Tenho quase certeza de que o Mancini não vai me chamar, e com razão, porque tem seu grupo e seus meninos - disse Buffon.


Durante a entrevista, o goleiro ainda aproveitou para falar sobre seu xará e sucessor, Gianluigi Donnarumma, que aos 22 anos foi campeão da Eurocopa com a seleção da Itália, tendo sido titular e um dos destaques da conquista.

- Donnarumma fez uma grande Eurocopa. Não só pelas defesas, mas principalmente por administrar as situações difíceis. Se no princípio podia ser considerado uma surpresa, por fim consolidou sua posição. Hoje é uma referência mundial. Não me importo com as comparações, só me interessa que ele seja bom, quero apreciá-lo, porque ainda pode me ensinar algo. Tenho estudado coisas dele para melhorar nos últimos anos. Estou muito sereno que as habilidades dos outros não serão problema para mim - declarou Buffon.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos