Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.580,79
    +234,97 (+0,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.304,04
    -72,85 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,51
    +0,74 (+0,67%)
     
  • OURO

    1.864,60
    -0,80 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    29.615,42
    +441,00 (+1,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    660,60
    +4,77 (+0,73%)
     
  • S&P500

    3.941,48
    -32,27 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.928,62
    +48,38 (+0,15%)
     
  • FTSE

    7.484,35
    -29,09 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    20.112,10
    -357,96 (-1,75%)
     
  • NIKKEI

    26.632,19
    -115,95 (-0,43%)
     
  • NASDAQ

    11.821,00
    +50,00 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1660
    -0,0062 (-0,12%)
     

Ao redor do mundo as pessoas estão tomando mais Champagne

·1 min de leitura
Segundo o Comité Champagne, as celebrações em casa para espantar a tristeza do distanciamento social. (Getty Imagens)
Segundo o Comité Champagne, as celebrações em casa para espantar a tristeza do distanciamento social. (Getty Imagens)
  • França exportou 180 milhões de garrafas de Champagne em 2021;

  • Além do consumo interno, EUA e Reino Unido são o principal destino do espumante francês;

  • Champagne é o nome de um vinho produzido no nordeste da França.

A associação Comité Champagne, representação de mais de 16 mil produtores de Champagne, anunciou na última quarta-feira (19/01) o recorde na exportação do espumante produzido no nordeste da França.

Em 2021 o país europeu exportou 180 milhões de garrafas do espumante, um aumento de 38% se comparado com 2020. Em valores esse recorde representa R$ 33,79 bilhões de reais (€ 5,5 bilhões).

O envio total aumento 32% em comparação a 2020, para 322 milhões de garrafas. Segundo o Comité Champagne as pessoas estão encontrando mais motivos para comemorar.

Leia mais:

“Com o turismo e a realização de eventos ainda reduzidos devido à crise da saúde, há espaço para acreditar que o consumo doméstico recuperou a folga (...). Os consumidores optaram por se divertir em casa, compensando o clima geralmente sombrio com novos momentos de convívio e compartilhamento”, afirmou a associação em nota.

A associação celebra a recuperação após o ano traumático de 2020, o primeiro da pandemia de Covid-19.

Na França o consumo de Champagne chegou aos níveis de 2019, antes da pandemia do novo corona vírus. Já na exportação, os Estados Unidos e o Reino Unido são os principais mercados do espumante francês.

Nem todo espumante é Champagne

Champagne é nome exclusivo para vinhos produzidos por 16.200 produtores em 34.300 hectares a nordeste de Paris.

Na última primavera europeia, entre os meses de maço e maio, a região foi atingida por geadas. O frio prejudicou as colheitas e afetou 80% dos vinhedos da área, segundo o Comitê Europeu de Empresas de Vinho.

Com informações da CNN Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos