Mercado abrirá em 9 h 21 min
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,33
    -0,75 (-1,13%)
     
  • OURO

    1.816,90
    -5,90 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    49.757,44
    -7.528,20 (-13,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.358,68
    -205,15 (-13,12%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    7.004,63
    +56,64 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    27.985,11
    -245,93 (-0,87%)
     
  • NIKKEI

    27.628,73
    -518,78 (-1,84%)
     
  • NASDAQ

    13.055,00
    +56,50 (+0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4087
    +0,0032 (+0,05%)
     

Ao L!, Rogério China avalia temporada na Ucrânia e projeta futuro: 'Procuro sempre estar fazendo minha parte dentro de campo'

Rafael Bizarelo
·2 minuto de leitura


O atacante brasileiro Rogério China é destaque na temporada do PFC Lviv, da Ucrânia. Após contribuir com um gol e uma assistência em vitória importante contra o Shakhtar, o jogador acendeu um alerta para quem o via nos gramados ucranianos. Em entrevista ao LANCE!, China avaliou a sua passagem no país europeu e projetou o seu futuro.

Veja o mata-mata da Champions League

LANCE!: Você já está na Ucrânia há anos. Como foi o processo de adaptação ao país?

Rogério China:
A adaptação ao país foi difícil no começo. A Ucrânia é um país muito frio, isso foi uma dificuldade, mas hoje, depois de alguns anos aqui, estou bem adaptado. Já entendo melhor a cultura do país.

LANCE!: Apesar do Lviv não estar em um momento bom, você foi destaque contra o Shakhtar. Como o grupo foi afetado com esse bom resultado?

Rogério China:
Ficamos muito contentes com a vitória. Por se tratar do Shakthar, esperávamos outro resultado. Mas depois que começou a partida, vimos que nada é impossível. Lutamos muito e conseguimos um resultado importante demais para a nossa equipe.

LANCE!: Depois dessa boa atuação contra o Shakhtar, você chegou a escutar algo de algum clube brasileiro interessado em te trazer de volta ao Brasil?

Rogério China:
Procuro sempre estar fazendo minha parte dentro de campo, sobre essa questão meu agente que resolve. Então no momento continuo com meu foco no PFC LVIV.

LANCE!: Quais são os seus objetivos para o próxima temporada com o Lviv?

Rogério China:
Meu objetivo é continuar fazendo bons jogos e deixar o PFC Lviv em boas posições nas tabelas de classificação e nas competições eliminatórias. Vou seguir trabalhando forte para ajudar minha equipe.

LANCE!: A Ucrânia virou lar de muitos brasileiros, principalmente no Shakhtar. Você teve algum compatriota pelo país ou mesmo no clube?

Rogério China:
Meu primeiro ano na Ucrânia pelo FC Karpaty eu era o único brasileiro. Já no PFC Lviv tinha alguns brasileiros e isso facilitou ainda mais a adaptação.

LANCE!: como é o choque de culturas no vestiário com os ucranianos? Quais são as grandes diferenças de comportamento?

Rogério China:
Os brasileiros são mais extrovertidos, já os ucranianos são mais fechados. É cultural. O importante é que um respeita o outro e dentro de campo o objetivo é o mesmo.