Mercado abrirá em 2 h 30 min
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,83
    +2,65 (+4,00%)
     
  • OURO

    1.778,60
    +5,00 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    57.022,82
    +619,68 (+1,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.467,94
    +25,16 (+1,74%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.152,68
    +93,23 (+1,32%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    16.368,25
    +217,75 (+1,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3961
    +0,0261 (+0,41%)
     

Ao L!, Renato Abreu compara estilo de cobrança de falta com Andreas e aponta diferença do 'Flamengo atual'

·4 min de leitura


O estilo da cobrança de falta de Andreas Pereira contra o Juventude, na última quarta-feira, que encerrou um jejum de 1.221 dias sem um gol de falta do Flamengo, foi comparado, entre os torcedores, com a batida de Renato Abreu, ex-jogador do clube. Por isso, o LANCE! procurou o "Urubu-Rei" para saber sua opinião. Renato Abreu elogiou o camisa 18 do Fla e ressaltou que Andreas possui uma batida mais moderna, enquanto a sua era "mais reta", porém com muito efeito.

> Renato revela que Gabi passou mal no vestiário: 'Quase não entra em campo'

- Bonito gol. Muitos torcedores compararam sim (os estilos das cobranças). Recebi muitas mensagens na minha rede social falando sobre o gol, comparando o gol com o meu, a batida. São batidas um pouquinhos diferentes, a dele é um pouquinho mais moderna, a minha era um pouquinho mais reta, só que cheio de efeito também, porém era uma batida de longe - disse o "Urubu Rei", que ainda completou.

- Coincidentemente, eu queria falar com vocês também sobre o meu gol contra o Juventude no Maracanã. Foi um gol de longe também, e a bola pegou muito efeito como a dele. Se isso é uma coincidência eu não sei, mas foram dois gols realmente muito bonitos - concluiu.

O lance citado por Renato Abreu aconteceu em uma vitória por 3 a 1 sobre o Juventude, pela segunda rodada do Brasileirão de 2006, no Maracanã. Logo nos primeiros minutos, Léo Moura foi derrubado na intermediária, e, na cobrança, Renato cobrou no ângulo para abrir o placar.

> Veja e simule a tabela do Brasileirão

OPÇÕES PARA COBRANÇA DE FALTA

Além de Andreas, o Flamengo acertou, na reta final da janela de transferências, a contratação de David Luiz, outro jogador conhecido pela qualidade nas cobranças de falta. A dupla, inclusive, foi elogiada pelo Maestro Júnior em entrevista exclusiva L! (clique aqui e veja). A opinião foi compartilhada por Renato Abreu, que enalteceu o meio-campista e o zagueiro.

- Os dois têm grandes qualidades tanto com a bola parada quanto com a bola rolando. Enfim, são dois jogadores grandes que tem uma experiência muito grande dentro do futebol.

Renato Abreu também lembrou que, quando defendia as cores do Rubro-Negro, o time dependia de bolas paradas para ganhar ou até mesmo empatar partidas. Atualmente, de acordo com ele, o Flamengo não depende mais desse recurso. O ex-jogador ressaltou que a equipe é bem entrosada e consistente, capaz de resolver a situação em uma jogada individual.

- Não sei se isso acontece ou não, mas, hoje, eu tenho certeza que o Flamengo não depende mais de uma bola parada. Flamengo, hoje, é um time bem consistente, que tem uma posse de bola muito boa, tem jogadas, tem jogadores de Seleção Brasileira, jogadores bem entrosados. Então, se conhecem bem e sabem resolver a situação, às vezes, num toque de bola, numa jogada individual.

- Na minha época era um pouquinho diferente, a gente precisava sempre de uma bola parada, de um pênalti para poder conseguir empatar ou, às vezes, ganhar jogos. Falamos isso em 2005. A gente dependeu muito disso. Então, eu valorizo muito a bola parada, ela resolve o jogo também. E o Flamengo, com dois jogadores que batem bem na bola, que estão chegando agora, tenho certeza que, se eles chegarem com essa vontade de realmente bater falta e trabalhar a bola parada, vão fazer muitos gols.

RECADO

Renato Abreu também deixou um recado para os batedores de falta Andreas Pereira e David Luiz, que são recém-chegados ao clube. O "Urubu-Rei" destacou que os dois jogadores têm "uma qualidade muito grande" e nível de Seleção Brasileira. Ele também ressaltou a necessidade da dupla manter a pegada de "vontade" e "garra" para querer conquistar o espaço dentro do time.

- Não tenho o que falar muito. São grandes jogadores, de grande potencial, tem uma qualidade muito grande e sabem lidar com as situações. São jogadores de nível de Seleção Brasileira. Dizendo também que o Flamengo é uma seleção, a gente não pode fugir disso, que é uma seleção e tem uma responsabilidade muito grande. Só que é uma responsabilidade individual, não é com todo o país, é individual - disse Renato, que emendou.

- A torcida do Flamengo é uma torcida que abraça e que festeja bastante. É uma torcida que empurra você até o certo momento que ela está vendo suas atitudes dentro do campo. Quando você começa a sair das suas atitudes pelo que você foi contratado, se você começa a sair dessa linha, pode ter certeza, quando a fase estiver ruim, a torcida vai cobrar, vai pegar no pé. E aí é como em todos os outros clubes. Torcida pegando no pé fica sempre difícil, e a torcida do Flamengo é grande. Então, o conselho – acho que nem é conselho, mais um alerta – é dizer que eles continuem com a mesma pegada, pegada de vontade, de garra, de querer conquistar seu espaço, de querer conquistar o torcedor. Se for fazer isso aí todos os anos, com certeza vão seguir bem com a torcida - concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos