Mercado fechará em 3 h 11 min
  • BOVESPA

    113.435,70
    -272,05 (-0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.434,43
    -299,61 (-0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,77
    +1,66 (+1,88%)
     
  • OURO

    1.771,50
    -5,20 (-0,29%)
     
  • BTC-USD

    23.291,01
    -144,06 (-0,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    555,66
    -2,07 (-0,37%)
     
  • S&P500

    4.270,50
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.868,41
    -111,91 (-0,33%)
     
  • FTSE

    7.541,85
    +26,10 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    -158,54 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.508,00
    +14,75 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2503
    -0,0089 (-0,17%)
     

Anvisa revoga interdição e recolhimento da losartana, remédio para pressão alta

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mais de duas semanas depois de determinar a interdição e recolhimento de medicamentos que contém o princípio ativo losartana, revogou a decisão. O anúncio foi realizado na última terça-feira (12).

A presença da impureza azido em altas concentrações foi o motivo da decisão anterior, mas, na última quinta-feira (7), um estudo feito pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) indicou que o grau de impureza da substância é menor do que se pensava. Com a toxicidade recalculada, foi determinado que os lotes recolhidos do medicamento não ultrapassam os limites de segurança da Anvisa.

Resolução da Anvisa devolve losartana às prateleiras brasileiras após estudo confirmar que substância não é tóxica como se pensava (Imagem: Twenty20photos/Envato Elements)
Resolução da Anvisa devolve losartana às prateleiras brasileiras após estudo confirmar que substância não é tóxica como se pensava (Imagem: Twenty20photos/Envato Elements)

O que é o azido?

O azido pode surgir durante a fabricação do insumo farmacêutico ativo conhecido como losartana naturalmente. De início, a impureza foi considerada como tendo potencial mutagênico, ou seja, teria chances de alterar as células humanos a ponto de ser prejudicial à saúde. Os estudos europeus, no entanto, estudaram a substância mais a fundo e a declararam como "não mutagênica".

A Anvisa ainda publicou uma nota discorrendo sobre a toxicologia, onde afirma que, assim como outras áreas do conhecimento, ela segue sendo aprimorada constante e rapidamente. Atenta ao progresso científico, a agência disse ter o compromisso de proteger e promover a saúde dos brasileiros, com pauta no risco sanitário e fundamentação nos dados científicos disponíveis.

Com base nessas afirmações, a agência reafirma a segurança do medicamento e indica que os pacientes que recorriam à losartana podem voltar a consumi-la normalmente. A resolução da Anvisa deve ser publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (13), confirmando e oficializando a revogação da decisão anterior, permitindo que a losartana seja comercializada novamente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos