Mercado abrirá em 42 mins
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,95
    -0,18 (-0,29%)
     
  • OURO

    1.781,30
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    57.090,10
    +2.319,54 (+4,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.296,82
    -94,89 (-6,82%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.014,87
    -4,66 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.970,25
    -59,25 (-0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7025
    +0,0164 (+0,25%)
     

Anvisa reúne governadores para esclarecer pendências da Sputnik V

Nathan Vieira
·2 minuto de leitura

No último dia 27, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu os prazos de análises do pedido de uso emergencial da vacina russa contra a COVID-19, a Sputnik V (desenvolvida pelo laboratório Gamaleya e representada no Brasil pela União Química), por causa da ausência de documentos. Já na última segunda (5), a agência convocou os governadores dos 11 Estados interessados em importar a vacina em questão.

Na situação da suspensão, a Anvisa comunicou o seguinte: "Devido à ausência de documentos considerados importantes para a análise, conforme previsão legal, houve a suspensão da contagem dos prazos, até que a empresa apresente as informações descritas como 'não apresentado' no painel divulgado. Apesar da suspensão do prazo, a Anvisa continua a análise das demais informações apresentadas pela União Química".

A ideia da agência é realizar uma reunião ainda nesta terça-feira (6) com os governadores dos estados que manifestaram interesse em comprar as vacinas, ou seja: Acre, Bahia, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Pernambuco, Pará, Sergipe e Rondônia.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reúne governadores para esclarecer pendências da vacina russa, a Sputnik V(Imagem: Rawpixel)
Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reúne governadores para esclarecer pendências da vacina russa, a Sputnik V(Imagem: Rawpixel)

A reunião tem, como proposta, fazer com que os próprios governadores ajudem a obter os dados técnicos pendentes. “Faltam informações brutas que permitam análise e conclusão. Se fosse para concluir hoje, a conclusão seria que não é possível concluir por falta das informações”, disse uma fonte na agência, segundo o Valor Econômico.

“O que pretendemos é realizar uma apresentação técnica aos governadores para que possamos falar a mesma língua. Para que eles entendam nossa dificuldade. Talvez eles possam nos ajudar a conseguir essas informações (pendentes)”, acrescentou um técnico da agência.

Os pesquisadores da Sputnik V apostam no uso combinado de dois tipos diferentes de vetores de adenovírus (rAd26 e rAd5), ambos conhecidos por causar resfriado comum em humanos. Vale ressaltar que o imunizante tem uma taxa de eficácia de 91,6% em casos sintomáticos da COVID-19.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: