Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    37.288,99
    +1.183,14 (+3,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Anvisa deve receber pedido para uso emergencial de vacina russa ainda esta semana

·1 minuto de leitura
ARGENTINA - 2021/01/13: In this photo illustration a vial of Sputnik V COVID-19 vaccine seen on display on top of a mobile phone displaying COVID-19 information and the Sputnik V vaccine. The Sputnik V is the first vaccine against COVID-19 to be applied in Argentina. 300,000 units arrived at the end of December 2020 to first be applied on first line healthcare workers. (Photo Illustration by Patricio Murphy/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Vacina russa Sputnik V está sendo aplicada na Argentina (Foto: Patricio Murphy/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

O Fundo Russo de Investimento Direto e a farmacêutica União Química anunciaram que vão pedir o uso emergencial da vacina russa contra a covid-19, a Sputnik V, para a Anvisa. O pedido deve ser feito ainda nesta semana, segundo o anúncio desta quinta-feira, 13.

O uso emergencial da vacina já foi aprovado na Argentina, na Argélia, Bolívia, Sérvia e também na Palestina. No Brasil, para a aprovação, é preciso que o imunizante esteja na fase 3 de testes. Em 29 de dezembro, foi feito um pedido para que a Sputnik V seja testada em humanos no país.

Além do anúncio do pedido, o fundo e a farmacêutica também afirmaram que tem um acordo para o envio de 10 milhões de doses do imunizante até março. O primeiro lote tem previsão para chegar ao Brasil ainda em janeiro.

Leia também

Em dezembro, o Rússia divulgou que a vacina tem eficácia de 91%, no entanto, os dados não foram publicados em revistas científicas.

A Sputnik V seria a terceira vacina a pedir o uso emergencial no Brasil. A Anvisa já recebeu o pedido da CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês SinoVac, e da vacina da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.