Mercado abrirá em 8 h 35 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,53
    +0,48 (+0,74%)
     
  • OURO

    1.686,90
    +8,90 (+0,53%)
     
  • BTC-USD

    53.676,30
    +3.189,96 (+6,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.083,40
    +59,20 (+5,78%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.924,92
    +384,09 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.048,64
    +305,39 (+1,06%)
     
  • NASDAQ

    12.444,25
    +147,00 (+1,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9718
    +0,0120 (+0,17%)
     

Anvisa decide na sexta-feira sobre segundo pedido de uso emergencial da CoronaVac

Pedro Fonseca
·1 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - JANUARY 18: A nurse holds a vial of the CoronaVac vaccine at Hospital das Clinicas of the University of Sao Paulo (USP) on January 18, 2021 in Sao Paulo, Brazil. The CoronaVac vaccine was developed by the Chinese laboratory Sinovac in partnership with the Butantan Institute. (Photo by Miguel Schincariol/Getty Images)

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai decidir na sexta-feira, em reunião extraordinária, sobre o segundo pedido feito pelo Instituto Butantan para o uso emergencial da CoronaVac, desta vez para 4,8 milhões de doses do imunizante envasadas no Brasil.

A Anvisa aprovou no domingo o uso emergencial de 6 milhões de doses da CoronaVac que foram importadas prontas da China pelo Butantan. A vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac tem sido aplicada em profissionais de saúde de todo o país desde então.

Agora, a agência reguladora irá avaliar o pedido de uso emergencial para as doses que foram envasadas pelo Butantan a partir de insumos importados da China. Segundo o instituto, se forem aprovadas na sexta, as vacinas serão disponibilizadas ao Ministério da Saúde na próxima semana.

Leia também

A CoronaVac é a única vacina disponível até o momento para uso no Brasil, uma vez que houve atraso para a chegada de 2 milhões de doses da vacina Oxford-AstraZeneca produzidas pela Índia. Previstas para a semana passada, as doses agora devem chegar na sexta-feira.

Assim como a CoronaVac, a vacina de Oxford-AstraZeneca foi aprovada no domingo pela Anvisa para o uso emergencial no país.

Tanto a CoronaVac quanto a vacina Oxford-AstraZeneca têm sofrido com o atraso no envio de insumos ao Brasil pela China para a produção dos imunizantes, que estavam previstos para serem entregues no início do mês, mas que ainda não chegaram por falta de liberação da China.