Mercado fechará em 6 h 8 min
  • BOVESPA

    110.140,64
    -1.932,91 (-1,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.874,91
    -1.144,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,82
    -0,06 (-0,08%)
     
  • OURO

    1.930,50
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    23.541,86
    -256,61 (-1,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    537,66
    -7,66 (-1,40%)
     
  • S&P500

    4.179,76
    +60,55 (+1,47%)
     
  • DOW JONES

    34.053,94
    -39,02 (-0,11%)
     
  • FTSE

    7.844,42
    +24,26 (+0,31%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.698,00
    -148,75 (-1,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5447
    +0,0550 (+1,00%)
     

Anvisa aprova 1º tratamento injetável para obesidade no Brasil

Na última segunda-feira (2), o Diário Oficial da União anunciou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o primeiro tratamento injetável para obesidade no Brasil. Trata-se do Wegovy, fabricado pela Novo Nordisk. Para chegar a essa aprovação, vários ensaios clínicos foram conduzidos.

Os estudos revelaram que pacientes que utilizaram Wegovy (semaglutida 2,4mg) conseguiram uma perda de peso corporal média de 17%, em 68 semanas, contra 2,4% do grupo placebo. Os pesquisadores também notaram que um em cada três pacientes perdeu 20% de seu peso corporal e 83,5% dos pacientes alcançaram uma redução de 5% ou mais com a utilização do medicamento.

Os autores dos estudos também indicam a melhora dos índices cardiometabólicos, como redução da circunferência abdominal, hemoglobina glicada, triglicérides e pressão arterial.

A aprovação é o primeiro passo para o lançamento do medicamento no País, mas ainda não há uma data definida para que ele chegue ao mercado. Acontece que, após a análise de conformidade pela Anvisa, o próximo passo envolve guardar a finalização de outros processos, como a definição de preços pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos.

Anvisa aprova primeiro tratamento injetável para obesidade no Brasil (Imagem: Ha4ipuri/envato)
Anvisa aprova primeiro tratamento injetável para obesidade no Brasil (Imagem: Ha4ipuri/envato)

Segundo a diretora médica da Novo Nordisk, Priscilla Mattar, a obesidade é uma doença crônica, progressiva e multifatorial e que exige uma série de cuidados durante todo o tratamento, e com essa aprovação, é possível notar a chegada de uma nova era na maneira de lidar com a condição em questão.

Como funciona o tratamento injetável para obesidade?

Vale lembrar que o Wegovy® já é comercializado nos Estados Unidos desde 2021. O tratamento injetável para obesidade funciona como um agonista receptor do GLP-1 (GLP-1 RA), com 94% de semelhança com o hormônio humano GLP-1 que é produzido naturalmente. A molécula induz a perda de peso, reduz a fome e aumenta a sensação de saciedade.

O medicamento é indicado como coadjuvante à redução de calorias e aumento da atividade física em adultos com Índice de Massa Corporal (IMC) inicial maior ou igual a 30 kg/m2 (obesidade) ou maior ou igual a 27 kg/m2 (excesso de peso) na presença de pelo menos uma comorbidade relacionada com o peso, e não é recomendado para gestantes ou lactantes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: