Mercado abrirá em 1 h 46 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,62
    +0,36 (+0,51%)
     
  • OURO

    1.813,70
    -8,50 (-0,47%)
     
  • BTC-USD

    38.680,10
    -876,78 (-2,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    940,30
    -20,59 (-2,14%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.106,98
    +25,26 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.970,50
    +17,75 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1521
    +0,0080 (+0,13%)
     

Anvisa aponta casos raros de doenças após vacinação contra COVID-19; entenda

·1 minuto de leitura

Na última sexta-feira (9), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) lançou um alerta sobre casos de inflamações no músculo cardíaco e no tecido que envolve o coração em pessoas que tomaram vacina contra COVID-19 que usam RNA mensageiro, como a da Pfizer/BioNTech. Apesar do alerta, não há episódios de eventos raros pós-vacina de mRNA registrados até o momento no Brasil.

Quem identificou essas doenças (miocardite e pericardite), inicialmente, foi a Food and Drug Administration (FDA), uma agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos. Segundo o órgão, o risco é maior após a segunda dose.

Mas a Anvisa ressalta que os riscos desse tipo de ocorrência é baixo, e relembra os benefícios da imunização. Além disso, a agência continua recomendando o uso do imunizante da Pfizer/BioNTech.

(Imagem: microgen/Envato)
(Imagem: microgen/Envato)

Esse alerta tem como alvo principalmente os profissionais de saúde, que devem ficar atentos a esses riscos e atuar no diagnóstico e tratamento. A Anvisa também apontou os sintomas das doenças: dor no peito, falta de ar, palpitações ou alterações no ritmo dos batimentos cardíacos.

"A Anvisa orienta aos vacinados com o imunizante da Pfizer que procurem atendimento médico imediato se tiverem sintomas como dor no peito, falta de ar e palpitações. Além disso, orienta os profissionais de saúde e os cidadãos a notificarem imediatamente casos suspeitos à Agência", diz o comunicado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos