Mercado abrirá em 33 mins
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,55
    +0,40 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.813,70
    -0,80 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    38.010,77
    -434,56 (-1,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    943,66
    +16,89 (+1,82%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.115,69
    -8,17 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.102,75
    +29,25 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1016
    -0,0167 (-0,27%)
     

Anvisa alerta sobre risco de inflamação cardíaca de vacina da Pfizer; mantém recomendação de uso

·1 minuto de leitura
Frascos de vacina contra a Covid-19 em frente ao logo da Pfizer

(Reuters) - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alertou nesta sexta-feira para o risco de inflamação cardíaca após a vacinação contra Covid-19 com o imunizante da Pfizer depois do registro de casos nos Estados Unidos, mas ressaltou que mantém a recomendação de continuidade da imunização com a vacina, uma vez que, até o momento, os benefícios superam os riscos.

Segundo a Anvisa, até o momento não há relato de casos dessas complicações pós-vacinação no Brasil, onde o imunizante da Pfizer é responsável por 9,2% de todas as vacinas aplicadas, com 9,6 milhões de doses.

"A agência esclarece que o risco de ocorrência desses eventos adversos é baixo, mas recomenda aos profissionais de saúde que fiquem atentos e perguntem às pessoas que apresentarem sintomas se elas foram vacinadas, especialmente com a vacina da Pfizer", disse a Anvisa em comunicado.

A Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) informou na quarta-feira que vai adicionar um alerta sobre casos raros de inflamação cardíaca em adolescentes e adultos jovens às fichas técnicas das vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna contra a Covid-19.

Grupos de aconselhamento do Centro de Controle e Prevenção de Doenças do Estados Unidos (CDC), reunidos para discutir relatos de casos sobre problemas no coração após a vacinação, apontaram que casos raros de miocardite em adolescentes e jovens adultos provavelmente estão ligados a inoculações com as duas vacinas, que usam a tecnologia de RNA mensageiro.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro; Edição de Alexandre Caverni)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos