Mercado abrirá em 4 h 30 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,74
    +0,47 (+0,71%)
     
  • OURO

    1.870,00
    +2,40 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    45.404,97
    +364,48 (+0,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.263,32
    +65,41 (+5,46%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.065,36
    +32,51 (+0,46%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.406,25
    +102,75 (+0,77%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4277
    +0,0178 (+0,28%)
     

Anvisa adia inspeção em fábrica da Sputnik V; STF exige decisão até fim de abril

Nathan Vieira
·2 minuto de leitura

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pretende fazer uma inspeção nas fábricas russas que produzem a Sputnik V, sua famosa vacina contra a COVID-19. No entanto, essa visita foi adiada por alguns dias na última segunda-feira (12). Segundo a agência, a solicitação veio do próprio Fundo Soberano Russo, responsável pela comercialização da vacina desenvolvida pelo Instituto Gamaleya. Em contrapartida, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski determinou que a agência analise o pedido de importação excepcional até o fim de abril.

O prazo exato estipulado pelo STF para que a Anvisa decida sobre importação da vacina Sputnik V é até o próximo dia 29. Se não for tomada uma decisão até lá, o estado do Maranhão estará automaticamente autorizado a importar a vacina e aplicar na população.

"O estado do Maranhão protocolou o pedido de autorização para importação, em caráter excepcional, de doses da vacina Sputnik V, no dia 29 de março de 2021, cumprindo todos os requisitos da RDC 476/2021. [A importação das vacinas pela unidade da federação] representará um importante reforço às ações desenvolvidas sob os auspícios do Plano Nacional de Imunização, notoriamente insuficientes, diante da surpreendente dinâmica de propagação do vírus causador da pandemia”, alegou o ministro.

STF pressiona Anvisa a decidir sobre importação da vacina Sputnik V contra a COVID-19 (Imagem: microgen/Envato)
STF pressiona Anvisa a decidir sobre importação da vacina Sputnik V contra a COVID-19 (Imagem: microgen/Envato)

Inspeção nas fábricas da Sputnik V

A inspeção planejada pela Anvisa faz parte do processo de aprovação da vacina russa. Essa visita vai acontecer em duas fábricas. A ideia era que cada visita fosse realizada em datas diferentes, entre 15 e 21 de abril, mas agora as duas visitas vão acontecer na mesma ocasião, entre 19 e 23 de abril. Trata-se das empresas fabricantes JSC Generium e UfaVita.

"Com esse realinhamento, as duas equipes de especialistas da Anvisa sairão do Brasil juntas e as inspeções ocorrerão concomitantemente. A nova data da viagem ainda será confirmada após a emissão das passagens", avisou a Anvisa, por meio de um comunicado.

A pedido da Rússia, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) adia inspeção em fábrica da Sputnik V (Imagem: twenty20photos/Envato)
A pedido da Rússia, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) adia inspeção em fábrica da Sputnik V (Imagem: twenty20photos/Envato)

A proposta dessa inspeção é levantar dados a respeito da produção da vacina tanto para a avaliação do uso emergencial como para o processo de importação excepcional para o Brasil de doses prontas. A agência vem cobrando dados detalhados sobre os estudos clínicos conduzidos na Rússia, informações sobre eventos adversos observados durante o estudo clínico e comprovação de que o produto atende a padrões de qualidade, eficácia e segurança estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: